Cidadeverde.com
Geral

HGV inicia tratamento de varizes com espuma via SUS

Imprimir

Foto: Ascom Fepiserh

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) se torna pioneiro no tratamento de varizes utilizando a técnica de escleroterapia com aplicação de espuma de polidocanol. O procedimento começou a ser realizado há um mês, com uma média de 10 atendimentos por semana. O tratamento é realizado no próprio Ambulatório Integrado e o paciente já pode ir para casa depois da sessão, sem precisar ficar internado.

O diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, explica como foi implantado o serviço. “Quando assumimos a gestão, fizemos uma avaliação das cirurgias represadas e identificamos um grande número de pacientes aguardando para realizar cirurgias de varizes. Como o centro cirúrgico do HGV realiza uma média de 50 cirurgia por dia, ficava difícil encaixar esses pacientes. Em contato com o supervisor da Residência de Cirurgia Vascular da Uespi-HGV, Jesus Abreu, surgiu essa possibilidade de realizar os procedimentos a nível ambulatorial, de forma mais rápida e com menos riscos para os pacientes. Fizemos uma pequena reforma nas salas cirúrgicas do ambulatório e iniciamos logo a seguir. Os resultados são bons e seguiremos buscando soluções práticas e eficazes para agilizar o atendimento à população”, explica Gilberto.

De acordo com o cirurgião vascular Jesus Abreu, a técnica consiste em aplicar uma substância chamada polidocanol, em forma de espuma, diretamente nas varizes, até que essas desapareçam. O médico explica o caso do paciente Genival Santos, que tinha as veias bastantes “calibrosas” e que tinha indicação de cirurgia aberta com aplicação de anestesia e vários cortes. “Com a nova técnica, o procedimento está sendo ambulatorial e o paciente não interna, não precisa anestesia e entra e sai andando”, conta o médico.

O enfermeiro Genival Santos é oriundo do município de Elesbão Veloso (PI). Ele teve acesso ao tratamento por meio da Regulação de Consultas. Genival conta que sentia muitas dores nas pernas, formigamento e muito desconforto no trabalho. “Estou na terceira sessão e já estou bem melhor”, revela.

Desde 2018, o Sistema Único de Saúde (SUS) passou a disponibilizar gratuitamente o tratamento de varizes com escleroterapia com espuma. No Piauí, o tratamento foi implanta agora através do SUS, sendo o HGV o primeiro hospital público do estado a oferecer.

Para a diretora técnica da Fundação Hospitalar do Estado (Fepiserh), Nara Nunes, é uma serviço importante no atendimento da rede. “Implantamos mais esse serviço, que traz mais comodidade ao paciente, por ser uma técnica não invasiva, e melhor fluxo para esse tipo de tratamento, por ser mais rápido e bastante eficaz, e claro, gerando economicidade para o hospital e para o Estado”, comenta Nara.

Da Redação
[email protected]

Imprimir