Cidadeverde.com
Geral

Fios de energia são furtados do Parque Lagoas do Norte e deixa espaço de lazer no escuro

Imprimir

Foto: Arquivo CV/Analice Borges

Atualizada às 15h40.

Um furto da fiação de energia do Parque Lagoas do Norte, deve comprometer a utilização do espaço durante as noites deste domingo(01) e segunda-feira(02). Uma ação criminosa, ocorrida nesta madrugada, cortou os fios de grande parte da extensão do parque, atingido pelo menos quatro ruas. 

O gerente do local, Jorginei Moraes, informou que depois que os fios de cobre foram substituídos por de alumínio, havia reduzido os furtos, mas que desta vez teriam feito “só por maldade”. 

“Como os fios de cobre tinham grande valor comercial, os furtos eram recorrentes então mudamos para o de alumínio, que não são. Mas, eles por um ato de maldade, cortaram os fios da rua São Félix até a Jim Borralho, o que prejudica quase o parque todo”, afirmou o Jorgenei. 

Ele disse que já registrou o Boletim de Ocorrência e acionou as equipes de eletricistas, que estavam cuidando da decoração de natal, para fazerem a inspeção e verificarem os danos. 

“Vamos tirar equipes de pontos importantes para fazerem esse rastreamento e não ficarmos muito prejudicados, porque hoje e amanhã já estamos. O pior é que esse ano optamos por realizar uma manutenção maior no parque, com troca e pintura de bancos, lixeiros, no banheiro, retelhamento e outras reformas que estavam precisando, em detrimento da decoração de natal e agora, até essas ações serão prejudicadas, porque vamos ter que arcar com esse prejuízo”, lamenta o gerente do parque. 

Jorginei Moraes destaca que a polícia sempre é avisada, que os ladrões sempre usam o mesmo “modus operandi” e nenhuma providência é tomada. Já seriam 55 boletins de ocorrência registrados no 7º DP e sem respostas. 

“Quando colocamos nas redes sociais a informação, as pessoas ficam indignadas e com razão. Mas, infelizmente existem pessoas ruins que fazem isso”. 

O Parque Lagoas do Norte existe há sete anos e mantém uma média de 400 visitações por dia, tanto nos fins de semana quanto durante a semana, realizando atividades físicas e de lazer. 

Polícia  

O titular do 7º DP, delegado Menandro Pedro, informou que está “sem condições de trabalho”, para realizar diligências e investigar os crimes que ocorrem em sua circunscrição. Ele também questiona se há polícia ostensiva nas ruas.

“Os dois carros que temos, estão tudo no prego. Como é que a polícia vai investigar? No meu carro? Quem evita de acontecer é a polícia militar e tem PM na rua? Sou delegado e procuro trabalhar todos os dias e me dedicar, mas sem condições é difícil”, lamenta o delegado. 

A Secretaria de Segurança Pública informou ao Cidadeverde.com que o sistema de videomonitoramento do Lagoas do Norte está funcionando normalmente e que antes de prestar o boletim de ocorrência a gestão do parque poderia ter entrado em contato os responsáveis pelo sistema.

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir