Cidadeverde.com
Geral

Comissão de países da África faz intercâmbio sobre políticas de gênero com o Piauí

Imprimir

Uma equipe com 15 representantes de cinco países africanos está visitando Teresina em um intercâmbio sobre a política de repressão à violência contra a mulher. A visita faz parte de ação do Banco Mundial aos Serviços da Rede de Atendimento à Mulher em Situação de Violência doméstica e familiar.  

Em Teresina, o grupo vai conhecer as ações dos programas Amor de Tia, da Prefeitura Municipal de Teresina, o Serviço de Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvis), as delegacias especializadas de gênero e o aplicativo Salve Maria.

Os países que compõem o intercâmbio são Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, e São Tomé e Príncipe.  As delegações incluem Ministros e Secretários de Estado, bem como representantes dos poderes legislativo e judiciário.

Membro da comitiva, a deputada Antônia Chaves, de Moçambique, revela a importância das contribuições do Piauí para os países africanos. Para ela, as iniciativas do estado podem auxiliar as leis que já são implementadas nas repúblicas africanas, algumas que inclusive proíbem casamentos prematuros.

“Experiências bastante inovadoras, bastante importantes para podermos levar para o nosso país, principalmente para a mulher que tem sofrido represálias e situação de agressão física. Aqui vemos como atendem às mulheres de situação de extrema violência”, pontuou.

O Intercâmbio Brasil-África pela Proteção da Mulher é uma jornada de cooperação sul-sul para o intercâmbio de conhecimentos sobre a temática do empoderamento feminino e enfrentamento à violência contra a mulher.  O objetivo deste encontro é promover o intercâmbio de experiências e boas práticas em prol da proteção da mulher.

O evento teve início no dia 2 de dezembro em Brasília, e foi composto de painéis sobre os avanços e desafios na promoção e proteção da mulher, bem como o papel do legislativo e do judiciário no enfrentamento à violência, dentre outros tópicos correlatos de relevância 

Valmir Macêdo
[email protected]

Imprimir