Cidadeverde.com
Geral

Operação "Carro-pipa": não entrega de água foi irregularidade mais combatida pelo Exército

Imprimir

Foto: Péricles Mendel/Cidadeverde.com 

Em um café com a imprensa, o comandante do 25 ° Batalhão de Caçadores,  tenente-coronel Márcio Costa, fez um balanço das ações desenvolvidas pelo Exército em 2019 no Piauí. O militar citou a operação "Carro-Pipa"  que está em operação em 31 cidades piauienses e este ano coibiu diversas irregularidades, sendo que a não entrega de água é  considerada a mais danosa à sociedade. 

"Conseguimos atingir altos índices com essa operação de entrega de água, atendendo mais de 100 mil habitantes. Atendemos  31 cidades com mais de 6 mil entregas de água todo mês.  Este ano, a gente intensificou a fiscalização para coibir irregularidades", disse o comandante. 

Ele explica que a irregularidade mais danosa em relação à operação "Carro-Pipa" foi a não entrega d'agua. 

"O Exército fiscaliza semanalmente. Somos rápidos e rigorosos na apuração. Temos mais de 300 prestadores de serviço vinculados à operação carro-pipa. O que atrapalha muito é quando retiram o monitoramento e colocam em outro veículo até mesmo em moto, ou seja, simulam a entrega de água. Essa é a mais danosa porque caracteriza o não cumprimento da missão e automaticamente o prestador é  desvinculado", disse o tenente-coronel. 

O comandante também destacou a participação do Exército na limpeza das manchas de óleo no litoral do Piauí. Ao todo, 35 militares ficaram por quase uma  semana auxiliando a Marinha. 

Planejamento para 2020

O tenente-coronel acrescenta que entre as missões para 2020 está prevista o reforço na segurança durante as eleições.


Flash Graciane Sousa 
[email protected] 

Imprimir