Cidadeverde.com
Economia

Baixa Grande do Ribeiro tem maior PIB per capita do Piauí; Teresina registra queda

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O município de Baixa Grande do Ribeiro, a 406 km ao Sul de Teresina, registrou o maior PIB percapita do Piauí em 2017. Segundo os dados, divulgados nesta sexta-feira (13) pelo IBGE, a cidade fechou aquele ano com R$ 65.454,42. 

Em Baixa Grande do Ribeiro, a economia tem sua força baseada principalmente na agricultura, com 72,03% do PIB do município. Com o segundo melhor índice per capita (R$ 59,5 mil), o município de Uruçuí tem a agricultura, com 42,87% do PIB, e a indústria ligada ao beneficiamento da produção agrícola, com 20,17% do PIB.

O PIB per capita de Teresina é o 13° maior do estado tendo apresentado uma queda de dez posições em relação ao ano de 2016.

Em 2017, no Piauí, cerca de 90% dos municípios apresentaram crescimento do PIB, exceto os 22 municípios (veja tabela abaixo), dentre eles Teresina, Floriano e Paulistana. Destaque para Fronteiras, que teve a maior queda do PIB no estado, de cerca de 21%.

Tabela: IBGE/2019

Concentração do PIB

Os dez municípios com os maiores PIBs do estado do Piauí em 2017 encontravam juntos 62,20% daquele valor, possuindo mais de 40 % da população do estado. 

Somente Teresina concentrava 42,14% do PIB, seguido de Parnaíba com 4,49%, Picos com 3,14%, Uruçuí com 2,78%, Floriano com 2,25%, Bom Jesus com 1,93%, Baixa Grande do Ribeiro com 1,64%, Piripiri com 1,45%, Campo Maior com 1,20% e Guadalupe com 1,18%.

A longo prazo, a partir de 2002, houve uma tendência de desconcentração do PIB no Piauí. Teresina detinha 49,44% do PIB, em 2002, tendo passado para 42,14%, em 2017 (uma redução de 7,3 pontos percentuais). De 2016 para 2017 a redução de participação do PIB de Teresina foi particularmente expressiva, de 4,13 pontos percentuais.

Teresina registra queda no ranking

 Em 2017, o PIB de Teresina (R$ 19,11 bilhões), foi o 46º. maior do Brasil, representando cerca de 0,29% do PIB do país. Em relação a 2016, Teresina caiu 3 posições no PIB nacional. 

Em termos de atividade econômica, o PIB de Teresina tem seu maior destaque na área de serviços, principalmente educação e saúde privadas, representando 61,95% do PIB do município. Em seguida vem a área da administração, educação e saúde públicas, bem como seguridade social, com 22,19% do PIB do município. A indústria representa 15,50% e a agropecuária 0,36%.

Teresina apresentou o 9º. maior PIB do Nordeste, com 2,01% do PIB da região, tendo ficado à frente de apenas uma capital da região, que foi Aracaju, que detinha 1,72% do PIB regional. Em relação a 2016 Teresina perdeu uma posição, tendo sido ultrapassada por João Pessoa, que passou a deter 2,07% do PIB da região.

Na região Nordeste o município com o maior PIB foi Salvador, com R$ 62,71 bilhões, seguido de Fortaleza, com R$ 61,57 bilhões, representando, respectivamente, 6,58% e 6,46% do PIB regional. 

Menores PIBs do Brasil

Dos 100 menores PIBs do Brasil, 30 deles estão no Piauí, inclusive os dois menores do país. São eles os municípios de Santo Antônio dos Milagres, com um PIB de R$ 12,99 milhões, e  Miguel Leão, com um PIB de R$ 14,72 milhões. 

Valmir Macêdo (Com informações do IBGE)
[email protected]

Imprimir