Cidadeverde.com
Geral

Educadora cria bonecas negras para estimular representatividade

Imprimir

Com o intuito de estimular  a representatividade na formação de crianças  negras, a arte educadora Drika Maria produz bonecas de pano com feições afro.

A ideia surgiu quando a artista percebeu a falta de identidade  negra nas feições das bonecas. Para a artista, as bonecas que ela produz são instrumentos para reconhecer a representividade da negritude.

''São várias histórias, mas a mais marcante foi quando eu participei de uma feira e uma criança se sentiu representada. Ela pegou a boneca, apertou e pegou no cabelo e disse que a boneca era parecida com ela'' contou.

O trabalho de Drika ressalta os traços afros em  bonecas  detalhadamente:  nos olhos, nariz, boca e principalmente nos cabelos.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Teresina

Drika Maria relembrou que  quando criança sentia falta da oportunidade de brincar com bonecas que exaltassem a cultura afro e o empoderamento feminino da mulher negra.

A arte educadora já tem o seu trabalho reconhecido dentro e fora do país, em lugares como a Itália, Holanda, Alemanha e Estados Unidos.

''Há três anos atrás, quando eu fiz o curso de bonecas de pano, todas as bonecas que vi eram brancas e padronizadas. Bonecas brancas, magras, de cabelos lisos, olhos azuis. Eu senti a necessidade da criança negra ser representada  através dessas bonecas fora dos padrões'', explicou.

Atualmente, o trabalho de Drika proporciona que as crianças tenham contato com as bonecas e consigam se sentir representadas nos brinquedos.

''É a partir da infância que as crianças têm que entender e ver as diferenças. Essas diferenças têm que ser respeitadas, cada um com as suas características'', ressaltou a arte educadora.


Redação de Yasmim Cunha (Especial para o Cidadeverde.com)
[email protected]

Imprimir