Cidadeverde.com
Geral

"Polícia não faz justiça com as próprias mãos", diz coronel Castilho sobre polêmica de áudio

Imprimir

O comandante da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, comentou o áudio compartilhado pelo coronel Edvaldo Viana, comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar em Picos, que mandou “descer as cordas” nos assaltantes que mataram um empresário da cidade. Em entrevista ao vivo ao Jornal do Piauí nesta sexta-feira (3), o coronel Castilho pediu que a declaração não fosse levada “ao pé da letra”. Lindomar Castilho disse ainda que a Polícia não faz justiça com as próprias mãos e nem busca vingança. 

“Não podemos levar ao pé da letra. Na declaração que o comandante fala, na verdade ele está no calor de uma ocorrência”, explica o comandante estadual da PM.

No áudio, o comandante de Picos declara que quer que os assaltantes tenham com a polícia a mesma atitude ofensiva que tiveram com o empresário assassinado. O coronel Castilho ressalta que o policial tem a garantia em lei de poder reagir em casos de risco a vida ou a vida da vítima. 

“Obviamente que (o policial) se depara em uma ocorrência que o marginal vai reagir contra ele ou contra terceiros, ele (policial) vai se defender porque a legislação, sim, permite. Não é uma prática que o policial vai sair em qualquer situação atingindo qualquer marginal, não é por aí”, disse.

O comandante estadual da PM destacou a atuação do Ministério Público na fiscalização da polícia no Piauí e que casos de abusos estão sujeitos a apuração.

Valmir Macêdo
[email protected]

Imprimir