Cidadeverde.com
Geral

Lar da Fraternidade encerra acolhida a pacientes com AIDS após 24 anos

Imprimir

Foto: Arquivo CV

A Casa de Apoio Lar da Fraternidade, que funcionou durante 24 anos, cuidando de pessoas com o vírus HIV/AIDS e outras doenças encerrou suas atividades neste mês de janeiro. O motivo foi a falta de demanda de pacientes. 

O Lar da Fraternidade tinha capacidade para atender 30 pessoas proporcionando tratamento e acolhimento dignos, através de moradia, alimentação, assistência médica, psicológica, farmacêutica, social, além de oficinas culturais, profissionalizantes, passeios e campanhas educativas, mas ultimamente somente duas estavam no local. 

De acordo com a nota da Ação Social Arquidiocesana (ASA), a falta de demanda se deve à independência do paciente em relação ao seu tratamento e a aceitação da família, o que era mais difícil antigamente. 

O prédio onde funciona o Lar, no bairro Ilhotas, vai continuar à disposição dos serviços sociais da ASA.

O Lar era uma das entidades financiadas pela Caminhada da Fraternidade, sendo uma das primeiras a receber os fundos da ação. 

 

Caroline Oliveira
[email protected]

 

Imprimir