Cidadeverde.com
Entretenimento

Demetrios Galvão lança livro Reabitar na próxima terça em Teresina

Imprimir

Foto: Victor Cavalcante de Oliveira

O poeta Demetrios Galvão lançará o livro Reabitar na próxima terça-feira (21) no Papiro Sebo e Café, às 19 horas. A inspiração para escrevê-lo, segundo Demetrios, veio do mundo a sua volta em toda a sua diversidade: do amor ao ódio, da desilusão à esperança, do medo à coragem etc.

"Reabitar é um livro em que reflito sobre algumas questões do nosso tempo, por meio das sensibilidades que nos afetam. Um elemento central que atravessa todo o livro envolve o repensar sobre o corpo, o espírito e as ideias. Imaginando essas três dimensões conectadas, um olhar aberto e complexo sobre o existir nesse mundo tensionado, de significados esgarçados, de relações conflituosas".

O poeta afirma que o "livro suscita a ideia de um Reabitar, da invenção de uma existência fortalecida e saudável que nos ajude a sobreviver a esse tempo desumano. Dessa forma, os poemas tratam diretamente da vida e da luta, como elementos indissociáveis, pois viver é a palavra que se afirma com luta, nas suas mais diferentes formas".

O livro é atravessado por uma espiritualidade sem religião. Uma dimensão metafísica que se afirma e se sente pela palavra, que se comunica e reflete sobre a vida e o existir. Em parte, os poemas tratam de mistérios e enigmas necessários que nos ajudam a transpor as limitações da matéria e das coisas visíveis. Essa é uma dimensão poética que norteia o livro.
 
A maior parte dos poemas do Reabitar foram escritos entre 2017 e início de 2019, correspondendo ao tempo contemporâneo e suas tensões. Demetrios conta que foram "as questões recentes da nossa história (política, social, cultural) e a desumanização crescente que me provocaram. O livro é um posicionamento político, um enfrentamento direto".

"Me utilizo de outros meios para construir o discurso, não entrando no jogo óbvio tão desgastado. Utilizo a linguagem poética para reafirmar os elementos sensíveis da vida e sua necessidade. Penso que a poesia e as artes, de um modo geral, são elementos vitais para nos defender das maldades que nos rodeiam. Elas são também dispositivos importantes para a construção de existências tolerantes, esclarecidas, solidárias, compreensivas; tudo o que necessitamos nesse momento".

O autor defende que “reabitar” é a "compreensão que precisamos nos redefinir como seres, dialogando de outra forma com a dimensão material e corpórea (nossa plataforma de movimentos), com a dimensão espiritual (em uma compreensão anti-dogmática e fora da caixa fechada do monoteísmo) e a formulação de ideias novas sobre si, o outro e o mundo".

Demetrios Galvão ressalta que o livro traz ilustrações do artista visual Rogério Narciso e texto da escritora Wanda Monteiro. O livro foi publicado pela editora mineira Moinhos

Poemas que compõem o livro: 

enigma necessário

a idade é um labirinto que 
se molda no combate 
me interessa o enigma necessário 
a emoção de voz suave

saudar o fluxo perene do sangue 
festejar em silêncio o sol que ilumina o rosto 
o incêndio calmo que aquece a carcaça 

aparo os excessos de tempo junto à pele 
seguro em uma mão o afeto de outra mão 
em sintonia com um satélite 
que orienta o desejo 

– não se pode morrer facilmente.

 

rotação dos vivos 

os peixes engolem 
o que os mortos 
deixaram para trás 

os caminhos 
se abrem ante as lacunas 
e o planeta 
gira outra rotação

os cavalos 
arrastam com a firmeza  
de suas mandíbulas 
a fé dos animais

– a força da natureza vibra nos vivos.


Demetrios Galvão, nasceu e vive na cidade de Teresina/PI. É poeta, editor e professor. Autor dos livros de poemas Fractais Semióticos (2005), Insólito (2011), Bifurcações (2014), O Avesso da Lâmpada (2017), Reabitar (2019) e do objeto poético Capsular (2015). Em 2005 lançou o CD de poemas Um Pandemônio Léxico no Arquipélago Parabólico. Participou do coletivo poético Academia Onírica e foi um dos editores do blog Poesia Tarja Preta (2010-2012) e da AO-Revista (2011-2012). Atualmente edita a revista Acrobata.

 

Carlienne Carpaso
[email protected]

Imprimir