Cidadeverde.com
Esporte

Santos sofre, mas bate Guarani e conquista primeira vitória com Jesualdo

Imprimir

Foto: Ivan Storti/Santos FC

 

O técnico Jesualdo Ferreira conquistou sua primeira vitória no comando do Santos. Nesta segunda-feira, no fechamento da segunda rodada do Campeonato Paulista, o time alvinegro sofreu bastante, mas derrotou o Guarani por 2 a 1, no Brinco de Ouro, em Campinas, com um gol contra aos 47 minutos do segundo tempo.

Arthur Gomes abriu o placar na etapa inicial. Mesmo depois da expulsão de Lucas Abreu logo no começo do segundo tempo, o Guarani chegou ao empate com Rafael Costa e, no fim, o Santos contou com uma infelicidade de Pablo para comemorar o primeiro triunfo sob o comando do treinador português.

Com o resultado positivo, o Santos, que havia empatado na estreia com Red Bull Bragantino, chegou aos quatro pontos e está na liderança do Grupo A. Ponte Preta e Oeste somam três pontos. O Água Santa perdeu os dois jogos. Já o Guarani continua com três pontos, na segunda colocação do Grupo D, o mesmo liderado pelo Corinthians.

Sem Marinho e Kaio Jorge, lesionados, Jesualdo escolheu Arthur Gomes e Raniel para começarem o segundo jogo da temporada. O desenho tático era o mesmo da estreia, no empate com o Red Bull Bragantino, com Eduardo Sasha mais centralizado e os outros dois atacantes posicionados pelos lados do campo.

Outra aspecto idêntico ao primeiro jogo era o comportamento em campo. O Santos era muito lento na transição da defesa para o ataque, demorando demais para sair de trás e construir suas jogadas. Na primeira vez em que acelerou o jogo, aos 21 minutos, fez o gol. Sasha tocou na esquerda para Felipe Jonatan, que cruzou na área. Arthur Gomes desviou de cabeça longe do alcance do goleiro Jefferson Paulino.

O gol mudou o cenário da partida. Em vantagem, o Santos ficou com o jogo à feição do que desejava Jesualdo. O Guarani se expôs para buscar o empate e, desorganizado, oferecia o contra-ataque como o caminho, principalmente nas costas dos laterais Pablo e Bidú, que afundavam para atuar quase como pontas.

Antes do final do primeiro tempo, Jesualdo teve de mexer na equipe por contusão. Autor do gol, Arthur Gomes sentiu um problema muscular na coxa direita e foi substituído por Jean Mota. Apesar da mudança, o treinador manteve o desenho tático, apenas trocando Raniel de lado, posicionando o atacante pela direita.

O Santos ficou com um jogador a mais antes do minuto inicial da etapa final. Lucas Abreu cometeu falta dura em Luiz Felipe e recebeu o vermelho. A expulsão, apesar de correta, gerou reclamações dos jogadores do Guarani porque o árbitro Vinicius Furlan só deu o cartão após observar a marca da chuteira na perna do zagueiro santista.

O que poderia ser uma vantagem para o time de Jesualdo se tornou um tormento. O Guarani se atirou ao ataque. Era tudo ou nada. E o empate saiu aos 19 minutos, quando o time da casa já era superior em campo. Bidú bateu escanteio, Marcelo desviou de cabeça e Rafael Costa ganhou do goleiro Everson pelo alto para deixar tudo igual.

Após o gol, o técnico português abriu mão de um volante, colocando Uribe no lugar de Diego Pituca. Pouco depois, Tailson entrou no lugar de Raniel. O Santos não conseguiu criar muitas jogadas, quase levou o segundo com Júnior Todinho em um contra-ataque, mas contou com uma ajuda de Pablo para sair com uma vitória. Após cobrança de falta de Jean Mota na trave, a bola bateu no lateral e entrou.

FICHA TÉCNICA:
GUARANI 1 X 2 SANTOS
GUARANI - Jefferson Paulino; Pablo, Romércio, Bruno Silva e Bidú; Deivid, Lucas Abreu e Lucas Crispim (Marcelo); Giovanny (Bruno Sávio), Júnior Todinho e Rafael Costa (Mateusinho). Técnico: Thiago Carpini.
SANTOS - Everson; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca (Uribe) e Carlos Sánchez; Arthur Gomes (Jean Mota), Eduardo Sasha e Raniel (Tailson). Técnico: Jesualdo Ferreira.
GOLS - Arthur Gomes, aos 21 minutos do primeiro tempo; Rafael Costa, aos 19 minutos, Pablo (contra), aos 47 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - Vinicius Furlan.
CARTÕES AMARELOS - Pará, Luiz Felipe e Romércio.
CARTÃO VERMELHO - Lucas Abreu.
PÚBLICO - 9.130 pagantes.
RENDA - R$ 174.973,00.
LOCAL - Brinco de Ouro, em Campinas (SP).

Por Marcius Azevedo
Estadão Contéudo

Imprimir