Cidadeverde.com
Últimas

Subestação de energia no Polo Empresarial Sul será inaugurada no fim de março

Imprimir

Foto: Ascom/Semdec

Um grupo formado pelos presidentes nacional e estadual e técnicos da Equatorial Energia e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) estiveram, no fim da tarde da última terça-feira (11), visitando as obras da Subestação Esplanada, localizada na zona sul de Teresina. A vistoria buscou verificar o andamento da obra, que beneficiará o Polo Empresarial Sul e vários bairros dos arredores. A previsão de inauguração, de acordo com a empresa, será no fim de março.

A construção no local foi possível após o prefeito Firmino Filho assinar um termo de permissão de uso de imóvel público autorizando a empresa Equatorial a ocupar o terreno. Por meio da Semdec, foi liberado um hectare em julho do ano passado. Além de melhorar a energia do local, a intenção é que ela sirva também para atrair negócios para cidade com a chegada de novos empreendimentos, gerando empregos.

“A Prefeitura tem buscado realizar os investimentos necessários para atrair novas empresas aqui na capital. É um trabalho que tem foco no desenvolvimento econômico e social, já que a instalação de novas empresas implica geração de emprego e renda para nossa gente. Há também uma política de incentivos para que essas empresas tenham as condições de se instalarem e a energia é sempre uma das principais demandas desses investidores”, explicou o prefeito.

Para o secretário da Semdec, Venâncio Cardoso, a doação desse terreno para a empresa de energia foi estratégica. “Os bairros da zona sul, em especial o Polo Empresarial Sul, tem grandes problemas com a questão da energia. É uma região que tem grande necessidade, pois a utilizam para produzir seus produtos, gerando vários empregos. Com essa subestação funcionando, vai melhorar muito essa questão, que era reclamação recorrente do empresariado instalado no local. Então foi uma ação inteligente e estratégica do prefeito Firmino doar esse terreno, pois o benefício será muito maior”, disse.

De acordo com a Equatorial Energia, a Subestação Esplanada beneficiará aproximadamente 85 mil famílias, levando cinco vezes mais energia para a zona sul de Teresina. A potência de seus 25 MVA’s, inclui a construção de 9 km de linhas de distribuição em 69kV e 12 km de redes de distribuição.

O presidente da Equatorial Piauí, Nonato Castro, afirma que a subestação trará benefícios para a região e ainda prevê melhorias no ambiente de negócios na cidade. “A Subestação Esplanada, um investimento de aproximadamente R$ 10 milhões da Equatorial Piauí, levará cinco vezes mais energia para zona sul da capital, beneficiando 85 mil pessoas. Além disso, trará benefícios para o setor empresarial e industrial, pois sua eficiência energética deve não apenas suprir a demanda hoje existente na área do Polo Industrial Sul, mas também melhorar o ambiente de negócios da cidade”, disse.

A visita ainda contou também com a presença do Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedet), Igor Neri.

Da Redação
[email protected]

Imprimir