Cidadeverde.com
Esporte

Justiça do Trabalho rescinde contrato de Fred e libera atacante do Cruzeiro

Imprimir

A partir de agora, o atacante Fred está livre do Cruzeiro e já pode assinar com outra equipe no mercado da bola. A Justiça do Trabalho concedeu uma liminar que autoriza o pedido de rescisão indireta de contrato do atacante com o clube celeste.

A informação foi antecipada pela Itatiaia e confirmada pelo UOL. As partes (clube e jogador) ainda se encontrarão em uma nova audiência para resolver algumas questões financeiras.

Na ação judicial contra o clube, Fred cobra salários atrasados, além de férias, 13º, FGTS e direito de imagem (nunca recebidos desde sua chegada). Os pedidos do jogador ultrapassam R$70 milhões.

Além de honrar com os compromissos com o jogador, o Cruzeiro ainda terá que resolver outro problema ligado à Fred. O rival Atlético-MG colocou uma multa em caso de uma transferência do centroavante para o Cruzeiro em 2018, o que acabou acontecendo. Na época, a diretoria celeste fechou um vínculo de três anos com o jogador, mas se negou a pagar a multa de R$10 milhões.

Agora, a expectativa é que Fred acerte com outra equipe em breve. O principal interessado no jogador é o Fluminense, seu ex-clube. No clube do Rio, já estão outros ex-cruzeirenses, como Henrique e Egídio, além do zagueiro Digão, que permaneceu no clube após empréstimo da Raposa.

Em sua segunda passagem pelo Cruzeiro, Fred teve não correspondeu às expectativas. Foram 69 jogos e 25 gols marcados. Em 2018, teve que parar em boa parte da temporada por causa da uma lesão grave no joelho direito. 

No ano passado, começou voando, assim como o restante do time, caiu de produção a partir do início do Campeonato Brasileiro, terminando a temporada como um dos símbolos do rebaixamento celeste.

ENRICO BRUNO
BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS)

Imprimir