Cidadeverde.com
Geral

PSDB e MDB irão liderar filiações de vereadores com a abertura da janela política em Teresina

Imprimir

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

De acordo com o calendário eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a chamada janela eleitoral, período em que vereadores podem mudar de partido para concorrer à eleição de outubro, sem risco de perderem os mandatos, terá início no dia 5 de março e se encerra no dia 3 de abril. Na Câmara de Teresina, pelo menos 19 dos 30 vereadores devem trocar de partido para concorrerem à reeleição no pleito de outubro.

O prefeito Firmino Filho (PSDB), que comanda uma base robusta com 26 parlamentares, é quem conduz o processo de mudança de siglas entre os aliados. Com isso, o PSDB e o Progressistas serão as siglas que mais receberão vereadores  com a abertura da janela política em Teresina. As duas legendas são as que possuem metas mais ousadas para a ocupação de cadeiras na Casa.

O PSDB tem como meta eleger sete vereadores. No período da legenda, a sigla filiará dos vereadores Venâncio (Progressistas), Joninha (Avante), Ítalo Barros (PTC), Nilson Cavalcante (Avante) e  Gustavo de Carvalho (Patriotas). A sigla já tem como vereadores Edson Melo e Samuel Silveira.

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O partido também conversa com o vereador Zé Filho que deixa o Avante. Há ainda a possibilidade do vereador Neto do Angelim seguir para o ninho tucano da capital. Mas não é descartada a possibilidade do parlamentar se filiar a um partido de oposição ao prefeito Firmino Filho. 

No Progressistas a meta também é ousada, a sigla pretende eleger entre cinco e seis parlamentares em Teresina. A legenda espera receber em março a filiação dos vereadores Graça Amorim (PMB), Valdemir Virgino (PRP), Enzo Samuel (PCdoB) e Pedro Fernandes (PRP).

O Patriotas também se prepara para receber parlamentares na capital. A sigla conversa ainda com os vereadores Dr. Lázaro e Stanley Freire. A filiação de Caio Bucar era dada como certa, mas o parlamentar deve seguir para o Republicanos. 

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

Na oposição, o MDB filiará o presidente da Câmara, vereador Jeová Alencar, que deixa o PSDB após desentendimentos com o prefeito Firmino. O MDB também receberá a filiação do vereador Joaquim do Arroz. 

Ao receber dois novos membros, o MDB perde um vereador. O partido abriu processo para expulsar o vereador Luiz Lobão considerado infiel pela sigla por ser da base aliada do prefeito Firmino Filho. Lobão tentou diálogo com o PSDB, mas vereadores da sigla dizem não aceitar o parlamentar. Agora ele dialoga com o Progressistas. 

O PL receberá a filiação de um parlamentar. O vereador Major Paulo Roberto. 

 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir