Cidadeverde.com
Geral

Arquidiocese pede que fiéis evitem abraços e apertos de mãos na prevenção ao coronavírus

Imprimir

(Foto: Reprodução: Facebook/ Paróquia Nossa Senhora de Fátima)

A Arquidiocese de Teresina expediu recomendações para que os fiéis evitem uma possível transmissão do novo coronavírus durante as celebrações na cidade. Na quinta-feira (05), a Secretaria Estadual de Saúde confirmou a suspeita de cinco casos no estado, sendo quatro em Teresina e um no interior.  Outros dois casos já foram descartados. 

O vigário geral da Arquidiocese, padre Tony Batista, em plenário do retiro anual do clero de Teresina, orientou os padres e diáconos quanto à liturgia da santa missa em prevenção ao coronavírus (CODIV-19). O retiro ocorreu entre os dias 02 e 05 março deste ano. 

Em nota, a Arquidiocese de Teresina citou que "as principais recomendações aos padres são para que orientem os fiéis a receber a hóstia nas mãos e não diretamente na boca. Na oração do pai-nosso, no lugar de se darem as mãos, o cuidado é que seja cultivado com mais intensidade o compromisso com a fraterna comunhão, além do abraço da paz que também deve ser evitado".

“Seguindo a recomendação da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), orientamos para que sejam evitados abraços, apertos de mão e mãos dadas durante as celebrações. Pelo menos por enquanto”, destaca padre Tony Batista. 

Além da recomendação para prevenção do novo vírus, outros assuntos foram abordados na plenária como o projeto em missão dos condomínios de Teresina e o trabalho executado pela Diaconia Effata, que atua na evangelização e acolhimento de pessoas surdas, ressaltou a Arquidiocese.

Atualmente, o clero da Arquidiocese possui mais de 100 padres em atuação na capital e em municípios próximos de Teresina.

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir