Cidadeverde.com
Geral

Mais de 100 motoristas de aplicativo protestam contra imposto e “multas abusivas”

Imprimir
  • 20200310123214_IMG_8935.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310122117_IMG_8920.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310122105_IMG_8916.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310122003_IMG_8911.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121956_IMG_8909.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121851_IMG_8901.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121749_IMG_8890.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121705_IMG_8886.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121646_IMG_8877.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121618_IMG_8874.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121617_IMG_8871.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121440_IMG_8867_(1).jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121424_IMG_8864.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121349_IMG_8858.jpg Roberta Aline / Cidade Verde
  • 20200310121232_IMG_8842.jpg Roberta Aline / Cidade Verde

Motoristas de aplicativos realizam no fim da manhã desta terça-feira(10) protesto na frente da Câmara Municipal e da Assembleia Legislativa do Estado. 

Cerca de 12 mil motoristas são cadastrados em aplicativos em Teresina. A categoria reivindica redução do ICMS em combustíveis, instalação de “pontos” para embarque e desembarque de passageiros e o fim do que eles chamam de “indústria da multa” na capital.

“Também queremos melhor infraestrutura na cidade. Teresina está cheia de buracos, para onde vai o dinheiro das multas aplicadas todos dois em nós? A gente quer saber onde esse dinheiro é investido porque todo dia temos um carro quebrado nos buracos”, questiona o motorista Deivid Eduardo. 

Os motoristas afirmam que são multados frequentemente quando aguardam embarque e desembarque de passageiros. “Eu levei 20 multas em onze meses. Em Salvador tem, em Fortaleza também tem pontos de embarque e desembarque e aqui não. Nós queremos uma solução”, diz o motorista Kenps Araujo. 

Cerca de 150 motoristas participam do ato, que ocupa a faixa sentindo zona Norte/Centro da Avenida Marechal Castelo Branco. A manifestação é pacífica e não interdita rua. 

Após saírem da Marechal Castelo Branco, os motoristas devem sair em protesto na avenida João XXIII. 

“Esse é só o começo. Nós queremos uma solução. A gasolina de Teresina é uma das mais caras”, reclama Pedro Júnior.

 

Flash de Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir