Cidadeverde.com
Esporte

Com Abel em risco, Vasco desafia boa campanha do Fluminense

Imprimir

Um Maracanã vazio recebe o clássico entre Vasco e Fluminense neste domingo (15), às 18h, pela terceira rodada da Taça Rio. A partida, que reúne times em situações opostas, será disputada sem torcida devido à pandemia do novo coronavírus.

De um lado, o Vasco vive situação nada animadora. Além de ter perdido em casa a partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil -1 a 0 para o Goiás-, está em risco também no Estadual. Na Taça Guanabara, a equipe dirigida por Abel Braga sequer chegou às semifinais. E, agora no segundo turno, já está em situação complicada.

O Vasco começou a rodada com apenas dois pontos no Grupo B -empates contra Resende e Volta Redonda. Faltando apenas três partidas para o fim desta fase, o time cruzmaltino vê Fluminense e Volta Redonda iniciarem a rodada na frente, respectivamente com seis e quatro pontos. Apenas os dois melhores de cada chave avançam à semifinal.

Para buscar a reviravolta, foi cogitada a demissão do técnico Abel Braga. Mas a diretoria vascaína agiu rápido e desmentiu qualquer mudança. "Não esperávamos a derrota (para o Goiás) em casa. Eu, particularmente, acredito na continuidade de trabalho, não só do treinador, mas também dos atletas. É uma forma de você ter cada vez mais conhecimento", afirmou o diretor de futebol do clube, André Mazzuco.

Do outro lado, o Flu vive boa fase e parece ter acelerado sua reconstrução. Apesar de vir de uma derrota por 1 a 0 para o Figueirense na Copa do Brasil, fora de casa, a equipe tricolor conta com uma das melhores campanhas do Campeonato Carioca. Até o início desta rodada, havia somado 21 pontos contra 19 do Flamengo (somando os pontos da Taça Guanabara e da Taça Rio).

Mesmo com o tropeço recente, a ordem no Fluminense é manter o trabalho que vem sendo realizado. "No futebol, tem que ter equilíbrio. Não é porque vínhamos de quatro vitórias seguidas que éramos os melhores do mundo. Não é porque perdeu hoje que está tudo errado", afirmou o técnico Odair Hellmann após a derrota em Florianópolis.

Para o clássico, o Vasco poderá ter mudanças. O argentino Benítez, recém-regularizado, tenta uma chance entre os titulares. Nesse caso, Vinícius é o mais indicado a perder vaga. Outra possibilidade é a entrada de Ribamar no ataque para atuar ao lado de Marrony e Cano.

Do lado tricolor, há desfalques na defesa, com as lesões musculares do lateral-direito Gilberto e do zagueiro Digão. Assim, Igor Julião e Matheus Ferraz devem atuar. Também existe a possibilidade de Nenê, artilheiro do time na temporada, ser poupado. Nesse caso, Ganso entraria na equipe.

Fonte: Folhapress

Imprimir