Cidadeverde.com
Cidades

Defesa Civil: 160 famílias receberam atendimento emergencial no primeiro trimestre

Imprimir

 

Segundo o último relatório divulgado pela Defesa Civil Municipal, 160 famílias situadas em todas as zonas da capital, incluindo a rural, receberam atendimento através do órgão durante os primeiros três meses de 2020. O trabalho vem sendo intensificado devido ao período de chuvas e a necessidade da inclusão de grupos familiares no programa de acolhimento Cidade Solidária. As equipes referentes permanecem atuantes em quarentena, adotando medidas severas de distanciamento e higienização para que o serviço essencial continue sendo oferecido.

Além dos 160 atendimentos, registram-se também ações conjuntas, realizadas com os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e com as Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU). Essas unidades também atuam junto à Defesa no Cidade Solidária, programa que busca realocar famílias cuja residência foi afetada por infortúnios, como alagamentos e incêndios; o relatório aponta 15 desabamentos por situações do tipo. As famílias vitimadas são acompanhadas pelo CRAS, em uma outra residência segura. Esse atendimento pode incluir a entrega de cestas básicas, kits de acolhimento e kits de higiene, conforme a situação de vulnerabilidade identificada.

“Durante o mês de março, com a intensificação das chuvas e o aumento do volume dos rios, principalmente o Poti, 121 famílias foram removidas por ocasião de alagamento”, destaca o tenente Antônio Linhares, da Defesa Civil Municipal. “Continuamos monitorando os níveis das águas, através dos boletins diários do Serviço Geológico do Brasil Geral (CPRM) e da constatação in loco, por meio das réguas de medição, localizadas nos referentes rios”.

O secretário de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas, Samuel Silveira, destaca que a Defesa Civil se trata de uma instituição que tem mostrado para a cidade o seu valor. “Incansavelmente, mesmo em momentos de maiores adversidades, como é o período no qual vivemos — do Coronavírus, ela tem trabalhado intensamente, sendo um apoio fundamental para as comunidades que residem em áreas de risco”.

“Mesmo em face da subida dos rios e das constantes chuvas, a Defesa não se mostrou inerte, e de uma forma proativa tem acolhido, tem sido sensível, e rapidamente chegado às ocorrências, fazendo com que as famílias sejam retiradas em momentos de alagamento, e dessa maneira, preservando até mesmo a vida de muitos dos nossos cidadãos”, detalha o secretário. A Defesa Civil Municipal pode e deve ser solicitada através de ligação gratuita para o 153. Mais informações sobre as ações da instituição podem ser conferidas no site e nas redes sociais da Semcaspi.

Da redação

redaçã[email protected]

 

 

Imprimir