Cidadeverde.com
Geral

Criança de 11 anos morre enquanto brincava na rede em casa

Imprimir

Foto: arquivo/Cidadeverde.com 

Uma criança de 11 anos morreu enquanto brincava em uma rede dentro da própria casa no residencial Dom Avelar, no bairro Vale Quem Tem, na zona Leste de Teresina. No momento, a Polícia Civil trabalha com a hipótese de acidente doméstico. O caso aconteceu na tarde de sexta (22). 

De acordo com a Polícia Civil, em depoimento, a mãe relatou que a criança estava brincando na rede em um quarto quando, após um tempo, desconfiou do silêncio. Ela foi até o quarto e encontrou a criança já desmaiada. O menino foi encontrado pela mãe enrolado na rede. 

O corpo da criança foi levado ao Instituto de Medicina Legal para passar pelos procedimentos necessários. Os exames devem indicar a causa da morte, podendo ter ocorrido por sufocamento ou queda. A Perícia Criminal também foi a casa da família para descartar outras hipóteses. Uma guarnição da Polícia Militar acompanhou o caso. 

A mãe tentou fazer os primeiros socorros, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas a criança não resistiu.

Criança Segura 

Acidentes são hoje a principal causa de morte de crianças de um a 14 anos no Brasil, segundo o projeto Criança Segura, que monitora regularmente os dados relacionados a acidendes com crianças no país. O progama usa os dados do Datasus do Ministério da Saúde. Em 2017, 35 crianças entre 10 e 14 anos morreram por sufocamento.

Dados: Criança Segura

O projeto Criança Segura detalha uma série de dicas  para garantir a segurança das crianças em todos os cômodos da casa, confira: 

Banheiro

  • Mantenha a tampa da privada sempre fechada, se possível lacrada com algum dispositivo de segurança, ou deixe a porta do banheiro trancada;
  • Nunca deixe a criança na banheira sem supervisão, nem mesmo por pouco tempo;
  • Antes do banho das crianças, teste a temperatura da água para evitar queimaduras;
  • Tranque o armário de medicamentos, vitaminas, antissépticos bucais e demais produtos que ofereçam perigo de intoxicação;
  • Guarde utensílios afiados e aparelhos como lâminas de barbear, tesouras e secadores de cabelo fora do alcance das crianças.


Cozinha

  • Use as bocas de trás do fogão e certifique-se de que os cabos das panelas estejam virados para dentro para não serem alcançados pelas crianças;
  • Mantenha sacos plásticos, fósforos, isqueiros, álcool, objetos de vidro, cerâmica e facas fora do alcance das crianças;
  • Não use toalhas compridas na mesa de jantar. As crianças podem puxá-la para se apoiar e, se houver algo em cima dela, como líquidos e alimentos quentes, isso pode cair em cima dos pequenos.


Sala

  • Pisos escorregadios e tapetes oferecem risco de quedas. O ideal é colocar antiderrapante nos tapetes ou retirá-los do ambiente;
  • Use portões de segurança no topo e na base das escadas. Caso a escada seja aberta, instale redes ao longo dela;
  • Instale grades ou redes de proteção em janelas, sacadas e mezaninos;
  • Substitua fios elétricos desencapados e proteja tomadas com tampas, fita isolante ou mesmo móveis;
  • Tenha certeza de que o piso está livre de objetos pequenos como botões, colar de contas, bolas de gude, moedas e tachinhas. Tire esses e outros pequenos itens do alcance do bebê, pois, nessa fase do desenvolvimento, quase tudo que a criança pega vai à boca;
  • Cortinas ou persianas com cordas podem trazer o risco de estrangulamento, especialmente para os menores;
  • Cuidado com quinas afiadas! Prefira móveis com quinas arredondadas ou use protetor;
  • Mantenha os móveis longe de janelas e cortinas. Eles podem ser usados para escalar.


Quarto

  • Se o quarto tiver beliche, as crianças menores de seis anos devem ficar na parte de baixo. Se não tiver escolha, instale grades nas laterais;
  • Evite posicionar camas e qualquer outro móvel perto da janela. Eles podem ser usados para escalar;
  • Ao escolher brinquedos, considere a idade e a habilidade da criança e busque sempre o selo do Inmetro. Evite brinquedos com pontas afiadas, como flechas, e os que produzem sons altos;
  • Sufocações podem ser causadas por brinquedos, travesseiros e lençóis dentro do berço. As grades do berço devem ter no máximo 5 cm entre elas;
  • Cuidado com quinas afiadas e mantenha os móveis longe de janelas e cortinas.


Lavanderia ou área de serviço

  • Após utilizar baldes e bacias, esvazie-os, guarde-os virados para baixo e longe do alcance das crianças;
  • Produtos de limpeza devem ser guardados em lugares altos ou trancados. Além disso, deve-se mantê-los em seus recipientes originais para não confundir as crianças. Por serem muitas vezes coloridos, as crianças podem pensar que aquilo é um suco ou refrigerante;
  • Antes de comprar uma planta nova, verifique se ela não é venenosa e apresenta perigo para os pequenos.

Garagem

  • As garagens não são um local seguro, não permite que as crianças brinquem nelas. Ao manobrar o carro, certifique-se de que não há nenhuma criança por perto;
  • Lembre-se de trancar o carro, especialmente o porta-malas, e manter as chaves e controles automáticos longe do alcance das crianças. Elas podem entrar no veículo, soltar o freio de mão ou mesmo ficar presas lá dentro.Piscina

Piscinas

  • Devem ser protegidas com cercas de no mínimo 1,5 m, que não possam ser escaladas e portões com cadeados ou trava de segurança que dificultem o acesso dos pequenos;
  • Quando a criançada for usar a piscina, a supervisão de um adulto o tempo todo é essencial;
  • Esvazie piscinas infantis após o uso e as guarde longe do alcance das crianças.



Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir