Cidadeverde.com
Viver Bem

Mais de 100 pacientes de um único hospital já se recuperaram da Covid em Teresina

Imprimir

Foto: Ascom

Paciente Ivanildo Vieira recebendo alta 

O Hospital Unimed Primavera (HUP) já recuperou 127 pacientes contaminados com o novo Coronavírus, desde fevereiro deste ano, quando apareceram os primeiros casos da doença. Dentre esses pacientes, em torno de 60% são homens e 40% são mulheres. A maioria tem mais de 60 anos, o que corrobora com informações divulgadas pelos órgãos reguladores de saúde de que os idosos são mais suscetíveis a desenvolver sintomas mais graves da COVID-19.

Depois de passar por cinco hospitais, o senhor Ivanildo Vieira, 56 anos, deu entrada no HUP dia 15 de maio com infecção pulmonar, agravada por ser diabético, hipertenso e cardíaco. Por conta dessas comorbidades, Ivanildo desenvolveu o quadro mais grave da COVID-19 e necessitou ser internado na UTI. “Desde que saí de Anapurus, minha cidade que fica no Maranhão, passei por muitos dias de incerteza e angústia. Ao chegar no Hospital Unimed Primavera fui acolhido pelas equipes que desempenharam um excelente trabalho. Hoje estou recuperado e em casa com minha família. Agradeço muito aos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem da Unimed Teresina. Venci a COVID-19”, comemorou Ivanildo.

O psicólogo Rodrigo Lopes deu entrada no HUP com sintomas gripais no dia 28 de março. Após testar positivo para COVID-19 e evoluir com um quadro de insuficiência respiratória, Rodrigo precisou ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu internado por 21 dias. No total, foram 37 dias de internação. “Por conta da gravidade do meu caso, enfrentei momentos difíceis. Mas agora estou restabelecido, em casa e na companhia da minha família. O atendimento que recebi na Unimed fez toda diferença. Percebi o quanto esse hospital tem profissionais comprometidos e cuidadosos na assistência ao paciente”, destacou Rodrigo.

De acordo com o diretor técnico do HUP, Rafael Correia Lima, o HUP está preparado para receber com segurança todos os beneficiários que necessitarem de atendimento. “Todas as medidas adotadas são para garantir um atendimento seguro aos nossos usuários. Temos uma rotina rígida de higiene e descontaminação de todas as nossas áreas comuns e apartamentos, de modo que conseguimos impedir a contaminação cruzada ou por contato com objetos. Adotamos ainda regras de distanciamento mínimo, uso obrigatório de Equipamentos de Proteção Individual (EPI´s) para os colaboradores e máscaras para todas as pessoas que necessitarem circular pelo hospital. Essas medidas têm contribuído bastante para manter nosso hospital funcionando com segurança para toda comunidade hospitalar”, explicou o diretor.

Para atender esse aumento na demanda de atendimento de síndromes gripais, o Sistema Unimed Teresina fez adaptações na estrutura física e no fluxo de atendimento. No HUP, o Pronto Atendimento passou por reforma na sua estrutura física para separar a entrada de pacientes com sintomas de quadro gripal dos pacientes com quadro não gripal.

Além disso, para evitar o contato dos pacientes adultos com as crianças, o HUP ficou destinado exclusivamente para atendimento de adultos. Portanto, as internações de crianças, antes alocadas no HUP, agora ocorrem na Unidade Unimed Ilhotas. Nessa Unidade foram realizadas as mesmas adequações de separação de fluxo, com uma entrada para as crianças com quadro gripal e outra para quadro não gripal.

 

[email protected]

Imprimir