Cidadeverde.com
Geral

Policial militar é morto a tiros na zona sudeste de Teresina

Imprimir

Foto: recebida via whatsapp

Atualizada às 09h40

O policial militar Rafael dos Santos Leal morreu após ser alvejado com três tiros na noite de sexta (03) na região Sudeste de Teresina. O militar chegou a ser socorrido, encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não sobreviveu aos ferimentos.

O comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, major Wilton Sousa, informou que o policial estava fardado no momento em que foi alvejado dentro do próprio veículo em uma avenida no bairro Recanto das Palmeiras, por volta das 19 horas. Até o momento, segundo o major, ninguém foi preso como autor do crime. 

"Ele foi alvejado com disparos de arma de fogo, a nossa guarnição o socorreu e o levou para o HUT. Ele estava dirigindo quando foi perseguido e alvejado. As pessoas da região que estiveram no local disseram que eram duas motos. Ele estava dentro do carro quando levou os disparos, acabou perdendo o controle da direção e caindo em um barranco". 

A informação é que o policial, que fazia a guarda no Quartel do Comando Geral, no bairro Ilhotas, tinha saído do posto de trabalho. Ele estava fardado. 

Rafael dos Santos Leal já foi preso na operação Carga, coordenada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), como suspeito de envolvimento em assaltos.

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Lindomar Castilho, ressalta que Rafael dos Santos estava em processo de exclusão da coorporação após a prisão por crime organizado. Por conta da pandemia da Covid-19, os processos tiveram os prazos suspensos, o que atrasou a retirada do policial do quadro. Rafael estava preso, mas passou a responder o processo em liberdade por meio de uma portaria Vara de Execuções Penais (VEP) da comarca de Teresina.  Para não retornar às ruas, Rafael atuava na guarda do QCG para que melhor fosse monitorado. 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir