Cidadeverde.com
Geral

Covid-19: Regiões com maior risco possuem menor capacidade de atendimento

Imprimir


O relatório epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (15) pelo Comitê de Operações Emergenciais (COE) do Governo do Estado mostra que o Piauí ainda possui dois territórios assistenciais com risco epidemiológico alto para a contaminação pela Covid-19. O levantamento é feito com base nos índices de propagação da doença e nos índices de capacidade de atendimento, variáveis que são calculadas aos domingos.

O risco epidemiológico para a Covid-19 permanece alto no território do Cocais, na região norte do Piauí, que tem Piripiri como cidade pólo. A região tem o índice de propagação da doença considerado alto e uma baixa capacidade de atendimento.

De acordo com o relatório, o território dos Cocais possui 10 leitos de UTI Covid, 61 leitos clínicos e nove leitos de estabilização para atender a uma população de cerca de 390 mil habitantes, em 22 municípios. A média de leitos com respirador para cada 100 mil habitantes é de 4,8; segundo menor índice entre os oito territórios mapeados. 

O outro território que apresenta risco epidemiológico alto para a Covid-19 é o da Chapada das Mangabeiras, que compreende os municípios do extremo sul do Piauí e que tem Bom Jesus como cidade pólo. A região apresenta índice de propagação da doença considerado médio e a menor capacidade atendimento entre os oito territórios avaliados. 

O território da Chapada das Mangabeiras não possui leitos de UTI para atendimento a pacientes no estado mais grave da Covid-19. São 26 leitos clínicos e 5 leitos de estabilização, que atendem uma população de 202 mil habitantes, distribuída em 24 municípios. A média de leitos com respirador para cada 100 mil habitantes é a menor entre os oito territórios mapeados, ficando 2,4. 

Outras regiões

O risco epidemiológico para a Covid-19 passou de alto para médio em quatro dos territórios assistenciais do Piauí, delimitados de acordo com a estrutura da rede de saúde pública estadual. São eles: Planície Litorânea, Entre Rios, Carnaubais, Vale do Sambito, Vale do Canindé, Vale do Rio Guaribas e Chapada Vale do Rio Itaim; que possuem como municípios pólo  Parnaíba, Teresina, Oeiras e Picos. 

Já os territórios do Vale dos Rios Piauí e Itaueiras e Tabuleiros do Alto Parnaíba, que tem Floriano como município pólo, além do território Serra da Capivara, cujo município pólo é São Raimundo Nonato, apresentaram risco médio/baixo, de acordo com o levantamento. 

O índice de propagação da doença é calculado por meio do número de casos novos, de internações e de óbitos nas duas semanas anteriores. Já o índice de capacidade de atendimento leva em conta a porcentagem de leitos Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) livres, de leitos clínicos destinados para covid-19, não ocupados, e do número de leitos com respirador por 100 mil habitantes. Dessa forma, é obtido o cálculo que determina se a região possui risco baixo, risco médio/baixo, risco médio ou risco alto.

 

Flash Natanael Souza
[email protected]

Imprimir