Cidadeverde.com
Geral

Zona Sudeste é a que mais descumpre isolamento em Teresina; veja taxa de seu bairro

Imprimir

Foto: Roberta Aline


Teresina bateu recorde de isolamento social entre as capitais do País neste final de semana, com 53,31%, mas os moradores da zona Sudeste ainda teimam em desrespeitar a quarentena. 

Veja aqui seu bairro

Segundo levantamento da Prefeitura de Teresina, a zona Sudeste é a que tem a menor taxa de isolamento social. O bairro Parque Juliana chegou a ter 35% de moradores em casa, a mais baixa de toda a capital.

Mesmo com o desrespeito, os moradores dos bairros Saci e Nova Brasília estão dando exemplo. As duas zonas tiveram 57% de isolamento, o mais alto da capital.

Eduardo Aguiar, que analisa o sistema da Prefeitura, alerta que nesta segunda-feira inicia nova fase da retomada e é importante que a população mantenha-se em casa e só saia se houver necessidade.

"É importante que as pessoas continuem seguindo as orientações sanitárias e médicas para não acontecer o que ocorreu em outras cidades, que fizeram uma reabertura desordenada e tiveram que retroceder fechando tudo novamente".

Sobre o isolamento nos bairros, Eduardo ressalta que são dados flutuantes, mas a zona Sudeste tem descumprido mais.

"A gente percebe que quando se faz um alerta em um bairro, que está descumprindo e muito baixo, o bairro melhora o isolamento social, mas um outro acaba caindo, por isso é flutuando. Com relação as regiões temos sempre a região Sudeste, salvo raras exceções, com a menor taxa de isolamento social", disse Eduardo Aguiar. 

Hoje, a Prefeitura dá início a mais uma etapa de reabertura das atividades comerciais. Na etapa 2 da fase 2, estão autorizadas a funcionar, entre outras,  as atividades do comércio varejista de roupas e calçados,  shoppings e centros comerciais e lojas de departamento. Esses estabelecimentos devem funcionar quatro dias por semana,  seis horas diárias e respeitando os protocolos de distanciamento e uso de máscaras e álcool em gel.

 


Flash Yala Sena
[email protected]

Imprimir