Cidadeverde.com
Geral

Teresina registra 39%, pior índice de isolamento das últimas semanas

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

A cidade de Teresina registrou uma queda no índice de isolamento social na última segunda-feira (03). De acordo com dados da startup In Loco, apenas 39,6% dos teresinenses seguiram as orientações e permaneceram em casa, o menor índice registrado nas duas últimas semanas.

A segunda-feira foi marcada pelo o início da segunda etapa da fase 2 da retomada das atividades econômicas na capital, quando voltaram a funcionar, com restrições, o comércio varejista de roupas e calçados, centros comerciais, indústria extrativa e de transformação e atividades imobiliárias, profissionais, científicas e técnicas.

De acordo com a startup Inloco, a região da cidade que apresentou maior índice na segunda-feira foi a Centro/Norte, com 40,40% da população obedecendo as orientações de permanecer em casa. A região Sudeste apresentou taxa de 39,07%, seguida da Sul, com 38,72%. O pior índice ficou com a zona Leste, com apenas 38,57% de isolamento social.

Com a queda no índice de isolamento, Teresina, que havia ocupado por dois dias seguidos, durante o fim de semana, o primeiro lugar no ranking nacional entre as capitais do país, caiu para a 9ª posição.

“Nessa segunda-feira registramos uma queda no índice em relação aos números que vínhamos registrando em segundas anteriores, por exemplo. Apesar disso, o percentual está dentro do esperado, já que demos início a uma nova fase da reabertura das atividades econômicas. Além disso, os índices continuam bem superiores aos que registrávamos antes da pandemia e do fechamento das atividades econômicas, quando chegávamos a contabilizar uma média de 18% de isolamento na cidade. É importante, contudo, que as pessoas continuem seguindo as orientações, evitando sair de casa e adotando os cuidados necessários para evitar a propagação da doença”, reforçou Eduardo Aguiar, analista de sistemas da Prefeitura de Teresina.

 

Natanael Souza ( Com informações da Prefeitura de Teresina)
[email protected] 

Imprimir