Cidadeverde.com
Esporte

Aos 47 anos, Oscar De La Hoya anuncia retorno aos ringues no início de 2021

Imprimir

Confirmado. Mike Tyson não será o único boxeador aposentado a retornar aos ringues. Em entrevista ao jornalista Steve Kim, da ESPN, Oscar De La Hoya, de 47 anos, disse que vai retomar a carreira após pendurar as luvas há 12 anos. Mas, ao contrário de Tyson x Jones, previsto para uma exibição em 28 de novembro, o "Golden Boy" planeja lutar de forma oficial.

"Os rumores são verdadeiros e vou começar a fazer sparring nas próximas semanas", disse De La Hoya. "É uma luta de verdade. Tenho saudades de estar no ringue, adoro boxe. O boxe é o que me deu tudo o que tenho hoje e sinto falta disso".

Campeão olímpico nos Jogos de Barcelona-1992, De La Hoya é apontado como um dos melhores da história e é dono de um cartel de 39 vitórias (30 nocautes) e seis derrotas. Somou cinturões em seis categorias de peso.

O plano do ex-campeão é lutar entre os médios-ligeiros ou médios (154 ou 160 libras). "Olha, minha última luta com Pacquiao, eu pesava 145 e obviamente isso era pouco para mim", disse De La Hoya, que não indicou nenhum rival. "Todos esses lutadores não estão no nível de 15, 20 anos (atrás), todos esses lutadores estão exigindo tanto dinheiro, todos esses lutadores estão exigindo a lua. E eles estão esquecendo que você tem que treinar forte, tem que trabalhar É uma grande vantagem para mim porque eu sei o que é preciso para treinar forte, eu sei treinar de forma inteligente, eu sei como lutar com inteligência no ringue"

De La Hoya demonstra confiança. "Esses caras estão nisso só pelo dinheiro. Essa será a grande diferença. Vou lutar pela glória e esses caras só lutam pelo dinheiro. E adivinhe? A glória sempre vencerá", completou.

Em julho, De La Hoya disse a Chris Mannix, da Sports Illustrated, que corria seis milhas por dia (10 quilômetros) e podia suportar seis rounds de "luta pesada". Seu objetivo é chegar a 12 rounds de sparring até setembro, com a missão de retornar aos ringues no início de 2021.

Por Wilson Baldini Jr.
Estadão Conteúdo

Imprimir