Cidadeverde.com
Últimas

Em áudio, gerente autoriza motorista de ônibus a descumprir decreto da prefeitura

Imprimir

 

As empresas de ônibus que descumprirem o decreto da Prefeitura de Teresina, que proíbe a circulação de ônibus com passageiros em pé, serão multadas a partir de hoje. A produção do Notícia da Manhã teve acesso a áudio em que um gerente de tráfego de uma empresa de ônibus diz para um motorista descumprir o decreto.

No diálogo, o motorista alega que tem o decreto que proíbe passageiros em pé nos ônibus. O gerente afirma que o prefeito só deu a informação na televisão, mas que as empresas não foram informadas.

No diálogo, o gerente diz ainda que o motorista não precisa se preocupar em desrespeitar o decreto. “A multa vai para a empresa”

O decreto autoriza viagens apenas com passageiros sentados. Mas os passageiros denunciam lotação e falta de ônibus. O sindicato das empresas de transporte nega que exista esse tipo de orientação.

“Não houve essa orientação. É importante salientar que é muito complicado para o operador e motorista fazer o controle. Recebi uma informação de um operador preocupado porque havia passageiros na rota dele, entrando na frente do ônibus para obrigar aquele veículo que já estava com as cadeiras ocupadas, a parar para ele poder entrar”, disse o coordenador técnico do Setut, Vinícius Rufino.

O sistema de transporte de ônibus da capital possui 400 ônibus, mas apenas 120 estão circulando no período de pandemia. A prefeitura solicitou aumento da frota em 40% nos horários de pico. Na manhã da quinta-feira (27), em reunião com a Strans, o Setut alegou dificuldades financeiras para cumprir a  medida e solicitou auxílio do município.

O gerente de Planejamento da Strans, Denílson Guerra, informação que a prefeitura estudará uma forma de antecipar parcelas de um acordo judicial. 

“Ontem estivemos reunidos com o superintendente para tratar a respeito das ações e do que transcorreu ao longo das reuniões com a equipe do consórcio operacional responsável pela operação em Teresina. A informação é que eles têm dificuldades financeiras. A prefeitura informou que até ontem notificaram as falhas operacionais de aproximadamente 30 a 40 viagens ao longo do dia. A partir de hoje serão multados se ocorrer a mesma continuidade. Em relação a informação da dificuldade financeira, o próprio superintendente  repassou que vai levar ao conhecimento da prefeitura a cerca de um acordo judicial que já existe  no qual vão tentar antecipar algumas parcelas para tentar antecipar algumas parcelas”, disse. 

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir