Cidadeverde.com
Viver Bem

Dia do Nutricionista: quando procurar pelo profissional?

Imprimir

O Dia do Nutricionista é comemorado em 31 de agosto, mesma data da criação da Associação Brasileira de Nutricionistas em 1949. Essa entidade foi substituída pela Federação Brasileira de Nutricionistas e, atualmente, pela Associação Brasileira de Nutrição.

Nutrição é a ciência dos alimentos, dos nutrientes, sua ação/interação e equilíbrio relacionado à saúde e à doença, e o processo pelo qual o organismo ingere, digere, absorve, transporta, utiliza e elimina as substâncias alimentares. E, para atender todas essas necessidades nutricionais, o especialista que reúne essas informações é o nutricionista.

"Apesar de todos nós nos alimentarmos, a nutrição ainda não é uma matéria oferecida na escola, infelizmente. Com a falta de informação e uma chuva de orientações mal intencionadas por parte da indústria, muitas vezes ficamos reféns e fazemos péssimas escolhas. Ir a um nutricionista significa aprender mais sobre você, entender os impactos das suas escolhas alimentares e ganhar consciência para melhorar seus hábitos e sua saúde", afirma Aryane Emerick, nutricionista chefe da n2b, startup de nutrição.

Normalmente, as pessoas procuram ajuda para emagrecer ou ganhar peso, mas com qualidade de vida. Um bom profissional de nutrição não vai tirar da gaveta dietas mirabolantes ou muito restritivas Desconfie se isso ocorrer e procure outras opções. Se o especialista orientar o paciente para o caminho da alimentação saudável, é um ponto positivo.

Conquistar qualidade de vida não é uma tarefa que pode ser feita da noite para o dia. Reeducação alimentar é a melhor maneira de incorporar um novo estilo de vida e não cair em "pegadinhas" da indústria de alimentos e a grande oferta de produtos ultraprocessados.

Para tirar as principais dúvidas em relação à alimentação saudável e conhecer detalhes da profissão neste Dia do Nutricionista 2020, a reportagem conversou com Aryane Emerick, nutricionista chefe da n2b, startup de nutrição. Confira:

Por que ir ao nutricionista?

O nutricionista é o profissional habilitado para auxiliar e orientar sobre uma alimentação adequada. Ele levará em conta seu objetivo, seu quadro clínico e também seus hábitos de vida, cultura e preferências, priorizando uma boa relação com os alimentos. "É importante ir até o nutricionista porque a dieta de seu amigo não é para você e porque embarcar em dietas restritivas que encontra na internet pode prejudicar sua saúde e objetivo", alerta Aryane Emerick.

Qual a importância de um nutricionista para a saúde?

Sabemos que a alimentação saudável e estilo de vida são fatores importantíssimos para prevenção de doenças crônicas não transmissíveis como diabete, hipertensão, doenças cardiovasculares e até alguns tipos de câncer. "Além disso, se engana quem pensa que nós, nutricionistas, só ajudaremos em relação ao emagrecimento ou ganho de massa muscular. Atuamos melhorando a qualidade de vida, sono, disposição e muito mais", esclarece Aryane. Ela explica que é comum receber pacientes com quadros crônicos de enxaqueca, por exemplo, que se resolvem com a melhora da dieta e o aumento da ingestão de água. "Nem sempre relacionamos sintomas com a alimentação, mas o impacto no tratamento costuma ser tremendo. Ter acompanhamento nutricional é importante desde o período de gestação, introdução alimentar, crescimento, fase adulta e também durante o envelhecimento", aconselha a especialista.

Nutricionistas podem receitar medicamentos para emagrecer ou ganhar peso?

O nutricionista não prescreve tratamento medicamentoso para os pacientes como os famosos medicamentos para perda peso. O que é permitido ao nutricionista por atribuição legal é a prescrição de plantas medicinais, chás medicinais, medicamentos fitoterápicos, produtos tradicionais fitoterápicos, suplementos nutricionais (vitaminas, minerais e outros). "É importante salientar que o ideal é começar com intervenções pelos alimentos e, caso haja necessidade, empregar o uso de suplementos, que inclusive podem vir a auxiliar no emagrecimento ou ganho de peso dependendo da estratégia adotada. Intervenções que não atuam nos hábitos alimentares costumam trazem resultados rápidos, porém insustentáveis, fazendo com que o paciente retome a condição pré consulta", lembra Aryane.

Nutricionistas solicitam exames?

O nutricionista pode solicitar os exames necessários para acompanhamento nutricional que servirão de base para sua prescrição dietética. Alguns deles são: hemograma completo, perfil lipídico (colesterol total, triglicérides, HDL, LDL, VLDL), glicemia, teste oral de tolerância à glicose, insulina, hemoglobina glicada, teste de tolerância à lactose, TT3, T4, TSH, 25-hidroxivitamina D, GAMA FT, ALT, AST, ferro, transferrina, ferritina, vitamina B12, bilirrubina, creatinina, cálcio (total e iônico), potássio sérico, fósforo sérico, magnésio sérico, entre outros. Os exames devem ser solicitados de acordo com a individualidade do paciente.

Quais são e como funcionam as diferentes áreas de atuação de um nutricionista?

O nutricionista clínico pode atuar em diversas áreas:

- Nutricionista esportivo: área focada no desempenho esportivo de praticantes de atividade física ou atletas;

- Comportamento alimentar: focado na relação com cada alimento e os sentimentos que eles despertam, buscando um processo de reeducação alimentar;

- Área materno infantil: este segmento proporciona uma atenção especial a amamentação, introdução alimentar até o crescimento da criança e da mãe.

Aryane Emerick lembra que a nutrição também tem áreas específicas em determinadas doenças, por exemplo, para quem sofre com problemas renais, diabete ou doenças cardiovasculares. "E ainda temos segmentações como: nutricionistas clínicos focados em saúde da mulher, fertilidade, intolerâncias e alergias, nutrição funcional, vegetarianismo, envelhecimento e outros", acrescenta.

O nutricionista também pode atuar nas áreas de marketing, com rotulagem, conteúdos, matérias e outros, saúde coletiva, em escolas e instituições, unidades de alimentação e nutrição, em cozinhas, hotéis, hospitais, e em indústrias de alimentos e ensino.

Nutricionista funcional

Uma das áreas da profissão e que tem ganhado cada vez mais destaque é a nutrição funcional, apesar de já existir há mais de 10 anos no Brasil. A especialidade conta com o respaldo científico do The Institute For Functional Medicine (IFM - EUA) e do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional (IBNF) fundado em 2004.

O nutricionista funcional não vai se limitar à prescrição de dietas com os alimentos funcionais tidos como saudáveis, porque alguns produtos podem ser bons para uns, mas não para outros pacientes.

A Nutrição Funcional rastreia os sintomas, sinais e características de cada paciente e os relaciona com a carência ou excesso dos nutrientes, corrigindo os desequilíbrios nutricionais que geram sobrecarga no sistema imunológico e desencadeiam processos alérgicos tardios. Algumas disfuncionalidades podem causar doenças crônicas como depressão, fibromialgia, artrite reumatóide, osteoporose, diabete, distúrbios de comportamento e hiperatividade infantil.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir