Cidadeverde.com
Esporte

Primeira reunião entre representantes de Messi e o Barcelona termina sem acordo

Imprimir

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, se reuniu nesta quarta-feira com Jorge Messi, pai de Lionel Messi, e reiterou sua postura. Na reunião, o dirigente afirmou que não tem nenhuma intenção de negociar a saída do craque argentino nesta temporada. As duas partes foram cordiais, mas nenhum dos dois lados cedeu.

Segundo a imprensa espanhola, a reunião ocorreu na sede do clube catalão e durou cerca de uma hora e meia. Além de Bartomeu e Jorge Messi, o encontro teve as presenças do diretor do Barcelona, Javier Bordas, do irmão de Messi, Rodrigo, e de um advogado da família.

Antes do encontro, no desembarque em Barcelona, cercado por muitos jornalistas, o pai de Messi respondeu rapidamente a inúmeras perguntas e indicou que a decisão de sair do clube catalão é irreversível. "Difícil que continue", enfatizou.

O clube deixou claro aos representantes de Messi que deseja que o camisa 10 cumpra seu contrato, que se encerra em junho de 2021 No contrato do craque argentino, há uma multa rescisória estipulada em 700 milhões de euros (R$ 4,6 bilhões).

Os representantes do atacante, no entanto, entendem que Messi pode sair sem pagar a multa, invocando uma cláusula contratual que lhe permite ir embora ao final desta última temporada, encerrada recentemente e postergada em razão da pandemia de covid-19. Mas o clube considera que o uso dessa prerrogativa expirou em 10 de junho, levando em conta a data em que terminaria a temporada europeia oficialmente.

Bartomeu quer que Messi permaneça e propôs que o contrato do jogador seja ampliado por mais duas temporadas. O dirigente tenta convencer o argentino de voltar aos treinos - ele faltou nas três primeiras sessões de treinamento do Barcelona, agora comandado por Ronald Koeman, além de também não ter se reapresentado junto com o elenco no último domingo, data em que os atletas foram submetido aos testes de coronavírus.

O clube catalão confia que o ainda capitão do time reconsidere sua postura e concorde em estender seu contrato além desta temporada. Segundo a imprensa da Espanha, por ora, não está previsto um segundo encontro.

O atacante expressou na semana passada o desejo de deixar o Barcelona. A imprensa europeia divulgou nos últimos dias que o jogador tem negociações com o Manchester City, comandado pelo técnico Pep Guardiola. Paris Saint-Germain e Juventus também aparecem como possíveis destinos de Messi.

Ele está no clube há duas décadas e mudou o patamar da equipe, com mais de 30 títulos e inúmeros prêmios e recordes individuais.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir