Cidadeverde.com
Esporte

Com um a menos, Fluminense leva gol no 2º tempo e empata com o Atlético-GO

Imprimir

FOTOS: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

 

Com um jogador a menos desde o final do primeiro tempo, o Fluminense não conseguiu sustentar a vantagem adquirida no começo do jogo e empatou com o Atlético-GO por 1 a 1 nesta quarta-feira, no Maracanã, em duelo da sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

A igualdade impede que o Fluminense engate a terceira vitória consecutiva no Brasileirão. O time carioca é o terceiro colocado, com 11 pontos, mas pode perder mais posições ao final da rodada. O Atlético-GO amargou o quinto jogo sem vitória e continua dentro da zona de rebaixamento, no 18º lugar.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo. O Fluminense visita o São Paulo, no Morumbi, às 16 horas. Mais tarde, às 19 horas, o Atlético-MG recebe o Grêmio, no Estádio Olímpico, em Goiânia. As partidas são válidas pela oitava rodada do Brasileirão.

O Fluminense começou em ritmo alucinante, ligado na defesa e pressionando a saída de bola adversária. Abriu o placar aos seis minutos, após boa triangulação entre Nenê e Calegari, que encontrou Evanilson na área. O jovem atacante bateu bonito, de voleio, e saiu para comemorar.

Os anfitriões continuaram superiores, mas o ritmo caiu depois do gol. Mesmo assim, a partir da marcação alta, ainda tiveram duas oportunidades para ampliar o marcador, com Marcos Paulo e Michel Araújo. O primeiro recebeu de Evanilson de frente para o gol, mas foi atrapalhado pelo quique da bola e mandou por cima.

Já o uruguaio só não marcou porque parou no goleiro Jean.

O time carioca seguiu dominando até aos 39 minutos da primeira etapa, quando Hudson fez falta dura em Renato Kayzer, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. No lance, o zagueiro Nino errou na saída de bola e deixou o volante exposto diante do atacante, que driblou e foi derrubado próximo à grande área. O juiz não hesitou e expulsou Hudson.

Com um a mais, o Atlético-GO cresceu na partida e passou a pressionar o rival, que ficou sem Marcos Paulo. O atacante saiu para Yago Felipe entrar e recompor o meio de campo.

Ainda assim, a equipe goiana era pouco efetiva e errava muito no ataque. No entanto, insistiu muito e foi premiada aos 33 minutos Chico cruzou para Renato Kayser, que se antecipou à marcação e cabeceou com precisão para deixar tudo igual.

Depois do empate, o time carioca voltou a sair para o ataque. Odair colocou Fred e Pacheco em campo. O jovem Luiz Henrique, acionado para substituir Nenê, chegou a levar perigo, mas nada mudou e o empate perdurou até o final no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 1 ATLÉTICO-GO
FLUMINENSE - Marcos Felipe; Calegari, Nino, Digão, Luccas Claro e Egídio; Hudson, Dodi e Nenê (Luiz Henrique); Michel Araújo (Fred), Marcos Paulo (Yago Felipe) e Evanilson (Fernando Pacheco). Técnico: Odair Hellmann.
ATLÉTICO-GO - Jean; Dudu, João Victor, Eder e Nicolas (Hyuri); Edson, Willian Maranhão (Matheus Frizzo); Gustavo Ferrareis (Matheuzinho), Janderson (Everton Felipe) e Renato Kayser. Técnico: Vagner Mancini.
GOLS - Evanilson, aos seis minutos do primeiro tempo. Renato Kayser, aos 33 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).
CARTÕES AMARELOS - Nino e Evanilson (Fluminense); Chico (Atlético-GO).
CARTÃO VERMELHO - Hudson (Fluminense).
LOCAL - Maracanã, no Rio (RJ).

Por Ricardo Magatti, especial para a AE
Estadão Conteúdo

Imprimir