Cidadeverde.com
Entretenimento

Jerry Smith diz que voltará ao funk raiz em novo EP

Imprimir

Fotos: Reprodução/instagram/@jerrysmithoficial

Há oito anos na música, Jerry Smith, 26, tem colhido frutos do sucesso. Conhecido por emplacar hits com artistas como Wesley Safadão, Simone e Simaria e, mais recentemente, com Flay, ele afirma que pretende agora voltar às suas origens com o funk mais raiz em seu novo EP, chamado "Essência".

"Tenho feito muito funknejo nos últimos tempos e sempre vejo meus fãs pedindo os funks do começo, e foi por esse tipo de comentário que pensei em fazer um EP com seis faixas trazendo o Jerry Smith essência", diz o músico em entrevista à reportagem, por telefone. Animado com o novo projeto -ainda sem data de estreia-, o funkeiro baiano lembra das músicas "Bumbum Granada" (2016) e "Troféu do Ano" (2019) e reforça: "Vou voltar com esse estilo".

Sempre muito eclético, Jerry Smith conta que é apaixonado por funk carioca e forró, mas ao mesmo tempo não esconde o seu gosto pelo mundo sertanejo, do qual ele afirma ter boas amizades. "A música 'Não Fala Não Pra Mim' (2018) com a dupla Humberto e Ronaldo foi um divisor de águas na minha carreira, tenho uma gratidão enorme."

Focado na carreira nacional, Jerry Smith diz não ter planos e nem vontade de se lançar internacionalmente e afirma que não saberia lidar com a pouca privacidade. "Meu empresário tem esse sonho mas eu não [risos]. Já não tenho sossego no Brasil, no sentido positivo, a galera me conhece. Não sei se saberia lidar com isso no mundo inteiro, não tenho essa ambição."

O cantor, que já enfrentou problemas com a falta de privacidade, hoje consegue conciliar melhor sua vida pessoal com a carreira e garante que "não dá ouvidos às fakes news". "Se hoje eu sou parado na rua, sou grato. No começo isso foi meio difícil de acostumar. Fiquei um pouco mal psicologicamente, mas depois eu coloquei a cabeça no lugar e pensei: 'Pô, é isso que eu pedi pra Deus, não tem porque reclamar'."

TRAJETÓRIA
Nascido na Bahia mas crescido na região do ABC na região metropolitana de São Paulo desde os oitos anos, Rodrigo Silva dos Santos, mais conhecido como Jerry Smith, percebeu que tinha talento para música depois que desistiu da carreira de jogador de futebol, aos 17.

"Na escola fazia um som com os meus amigos e a partir disso comecei a me interessar, pesquisar e produzir. A rapaziada começou a elogiar a minha voz e aí pensei: 'Não estou fazendo nada, vamos que vamos'. Foi quando eu comecei a investir."

Jerry Smith relembra a breve, mas intensa, parceria com MC Zaac, com quem dividiu os palcos em 2016 e estourou nas paradas musicais com o funk "Bumbum Granada". "A gente frequentava o mesmo estúdio em Diadema (Grande SP). De 2013 a 2015, nossa amizade só cresceu, então no final de 2015 resolvemos formar a dupla. Foi uma parceria muito importante. Em cinco meses bombamos com a música".

Apesar de ter investido na carreira solo, Smith não descarta uma nova parceria com o Zaac. "Somos amigos, pretendemos lançar uma música futuramente sim."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir