Cidadeverde.com
Política

Em convenção do Pros, Fabio Sérvio se diz distante politicamente de Bolsonaro

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O PROS homologou a candidatura de Fabio Sérvio a prefeito. Em entrevista ele criticou a relação entre o governador Wellington Dias (PT) e o prefeito Firmino Filho (PSDB). 

"Respeitamos a quarentena na pré-campanha e cuidamos de sair das armadilhas. Os adversários vão encontrar um candidato preparado, que não tem receio de dizer o que precisa ser dito. Vamos fazer chegar essa mensagem para Teresina", disse.

O vice dr Sérvio foi apresentado na convenção. "É um jovem de 33 anos, empreendedor da Tecnologia e vem mostrar que tem alternativa: é o Raoli Soares", destacou.

Fábio afirma que o prefeito Firmino Filho e o governador Wellington Dias possuem forte ligação política. Segundo ele, os dois teriam se ajudado nas últimas campanhas.

"Maior nome ligado ao Karnak é Firmino Filho. Ele teve apoio em 2012 quando Wellington foi candidtao a ptefeito pra tirar votos do Elmano. Em 2014 fez um jogo de cena e colocou o Silvio como vice de Zé Filho e não ajudou. Teve retribuído em 2016 quando o PT não teve. Ele tentou me tirar da disputa, mas me mantenho firme", afirmou.

Fabio afirma que sofreu pressão de grupos ligados ao prefeito para desistir da candidatura. 

"O Progressistas ofereceu para ser candidato a vice. Alegando a aproximação com o Bolsonaro. Veio o convite para ser vice de Abreu. Para Firmino era ótimo. Só se ele achava que eu era abestado para cair nisso", afirmou. 

Fábio Sérvio confirma distanciamento politico de Bolsonaro.  "Ele tomou a decisão de seguir com o Progressistas. Não criticamos o governo. Não falamos mal do Bolsonaro, apenas nos distanciamos", justifica o candidato do PROS.

 

Flash de Lídia Brito
[email protected]

Imprimir