Cidadeverde.com
Geral

Teresina é primeiro lugar entre as capitais no ranking do IDEB de educação pública

Imprimir

Fotos: Divulgação Semec

Teresina é novamente a capital brasileira com o melhor desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). O resultado, referente ao ano de 2019, foi divulgado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) nesta terça-feira(15). O índice mede a qualidade na educação pública do país.

A capital piauiense obteve a maior nota tanto em relação ao 5º ano, com 7,4 de média, quanto em relação ao 9º ano, com 6,3. Esta é a segunda vez que Teresina consegue este desempenho no ranking. Os números ultrapassam qualquer meta nacional.

O IDEB revela o nível de aprendizado dos alunos a partir das médias de desempenho  do SAEB (Prova Brasil) e no fluxo escolar, destacando especialmente as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, no Ensino Fundamental. A avaliação acontece a cada dois anos. Desde 2015, a capital piauiense vem alavancando seus resultados, ganhando projeção nacional. Em 2017 chegou ao primeiro lugar no ranking das capitais, deixando para trás grandes redes municipais, como São Paulo e Curitiba.

Em 2017, Teresina já havia alcançado as marcas de 6,8 com as turmas do 5º ano; e 6,0 do 9º ano, o que leva a um crescimento de 0,6 pontos e 0,3 em cada etapa escolar, respectivamente.

“Em meio a uma pandemia, dias difíceis, temos essa notícia maravilhosa. Esperávamos continuar entre os primeiros porque temos confiança no trabalho realizado nos últimos anos, mas sempre gera expectativa. E que bom que estamos novamente com a medalha de ouro. Mostra que a educação de Teresina está no caminho certo”, comemorou Kátia Dantas, secretária municipal de Educação.

No resultado de hoje, em segundo lugar no ranking para os anos iniciais ficou Rio Branco (AC) com 6,7 e nos anos finais Palmas (TO) com 5,8. 

Entre as capitais com pior desempenho está Porto Alegre (RS) com 4,9 e Aracaju (SE) com 4,8 nos anos iniciais e nos anos finais Porto Alegre (RS) com 3,7 e Natal (RN) com 3,5. As capitais Rio Branco (AC), Boa Vista (RR), Porto Velho (RO) e Macapá (AM) não possuem pontuação no ranking de anos finais.

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir