Cidadeverde.com
Geral

Servidores estão sem pagamento desde agosto, denuncia Sindicato

Imprimir

Foto: Roberta Aline

Mais de 500 servidores do Estado do Piauí estão sem receber o salário referente ao mês de agosto, após problemas no novo sistema de folha de pagamento adotado pelo Governo do Piauí, segundo o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde Pública do Piauí (Sindespi). Os servidores afetados abrange todas as áreas, não somente a Saúde. 

Enquanto uns ficaram sem receber o salário total, outros servidores receberam o pagamento sem descontos. "O Governo do Estado está terceirizando a folha de pagamento. A empresa agora responsável por organizar a folha está com dificuldades de adaptação. Com isso, muitos servidores estão sem receber o salário de agosto. Outros receberam o vencimento sem descontos, por exemplo, do IAPEP/Plamta e estão com medo de precisar de uma consulta, de uma cirurgia, e não poder fazer porque não teve o referido desconto", explica a presidente do Sindespi, Geane Sousa. 

Geane Sousa também cita que alguns servidores não tiveram o desconto de empréstimo consignado e temem que na folha de pagamento do mês de setembro sofra dois abatimentos. "A folha de pagamento de agosto começou no dia 31 de agosto. Hoje já são 22 de setembro e tem centenas de servidores sem o salário, sendo que a folha terminou o pagamento (de agosto) no dia 15 de setembro. Já vai é iniciar o pagamento de setembro". 

Além disso, alguns servidores receberam o contra-cheque com os dados pessoais errados.  "Teve uma servidora com data de nascimento errado, 10 anos mais nova. Outra veio com a escolaridade errada". 

Geane Sousa conta que o novo sistema passou a valer no mês de agosto e logo no primeiro mês de pagamento apresentou inúmeras falhas. "Essa mudança (na folha de pagamento) começou no mês passado, mas a gente não pensou que fosse ter tantos problemas. Esse foi o primeiro mês e estamos nessa situação. No estado todo são mais de 500 servidores afetados". 

O Sindespi informou que já fez todos os requerimentos necessários aos órgãos responsáveis para normalizar o pagamento dos servidores da Saúde. "Fomos à (Secretaria de) Administração, que pediu para irmos até o setor da folha de pagamento da Sesapi (Secretaria Estadual de Saúde). As pessoas que não receberam com salário entraram com requerimento".  

"Não temos previsão (dos servidores) receber. Solicitamos desde o início do mês e é muita burocracia. Ficam as famílias sem dinheiro para sustentar a casa e suas despesas". 

A Secretaria de Administração e Previdência (SeadPrev) informou que deu início a mais uma fase de implantação do Sistema Integrado de Administração de Pessoal (Siape), que reúne na mesma plataforma a gestão de pessoas e a folha de pagamento de ativos e inativos.  

"A partir do mês de agosto, servidores da SeadPrev e das secretarias de Fazenda, Justiça, Saúde, da Polícia Militar e do Instituto de Metrologia passaram a ter seus contracheques gerados pelo novo sistema. Das 22 mil folhas de pagamento produzidas pelo Siape em agosto, 144 apresentaram inconsistência de dados bancários ou cadastrais. Desse universo, cerca de 90% dos casos já foram resolvidos. Os demais casos estão sendo analisados, de forma a garantir que nenhum servidor tenha qualquer prejuízo em relação à sua remuneração.

"A SeadPrev reitera o sucesso da implantação do Siape, tendo em vista os benefícios da plataforma e o pequeno número de ocorrências diante do universo de pessoas contempladas. Os servidores que tiverem qualquer problema em relação a pagamento podem entrar em contato com a Coordenação da Folha de Pagamento da SeadPrev, pelo número (86) 3216-2115 Ramal 212". 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir