Cidadeverde.com
Geral

Novo presidente do TJ diz que 2021 será de desafios para o Judiciário

Imprimir

Em suas primeiras declarações públicas como presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), o desembargador José Ribamar Oliveira, afirmou que o ano de 2021 ainda promete ser de dificuldades no Judiciário piauiense. Ele foi eleito nesta segunda-feira com 14 votos. O desembargador Ricardo Gentil Eulálio ficou em 2º lugar com 5 votos.

“Nós já avançamos e pensando na perspectiva de uma eleição tranquila, começamos a pensar na administração do tribunal e no que podemos fazer. Detectamos aqui na corte de justiça algumas dificuldades que não puderam ser superadas pelo desembargador Sebastião Ribeiro por conta de um ano atípico, difícil”, declarou, chamando a atenção ainda para 2021.

“Vejo que 2021 apresenta algumas dificuldades no aspecto orçamentário, restrições para nomeação de cargos para a realização de concurso público, contudo nós estamos certo que muito poderá ser realizado”, acrescentou.

Ainda de acordo com o novo presidente, a saída é buscar soluções dentro das dificuldades.

“A partir do momento que pensamos em soluções, vamos administrar dentro dessa dificuldade, buscando soluções que já se apresentam e fazendo mudanças que devem ocorrer nos organismos mais importantes da jurisdição, a fim de que efetivamente possamos prestar um bom trabalho a partir de janeiro de 2021”, afirmou.

Foto: Roberta Aline

Ao Cidadeverde.com, o desembargador afirmou que sua gestão será de conciliação e que foi montada uma equipe de transição para que possa se reduzir o número de cortes e não comprometer a gestão.

Sobre a indicação do juiz federal Kassio Nunes ao Supremo Tribunal Federal (STF), o novo presidente disse que o feito vai ajudar a magistratura do Piauí.

Hérlon Moraes
[email protected] 

Imprimir