Cidadeverde.com
Política

Artesãos de Teresina se reúnem com candidatos e falam das prioridades do setor

Imprimir

Foto divulgação

 

Em reunião entre os candidatos a vereador Francisco Pellé e a prefeito Fábio Novo, com a cooperativa de Artesões de Teresina, foi apresentado o plano de governo para o setor pelos candidatos. 

Francisco Pellé apresentou o Plano Municipal de Artesanato, o qual possui quatro eixos: 1) Marco Legal, por meio do qual na Câmara Municipal, leis poderão ser criadas para promover a proteção desses trabalhadores, como projetos de aposentadoria; 2) Comercialização, com propostas de alavancar as vendas, de diversas meios; 3) Divulgação, com planos específicos e estratégicos de marketing, como forma de melhorar a boa imagem dos produtos e dos artesãos e 4) Salvaguarda, com um trabalho voltado para o reconhecimento dos mestres do artesanato piauiense para a cultura da cidade, tendo como uma das propostas neste setor levar a história dos mestres para as escolas municipais, como atividade extra curricular.

Participaram da reunião mais de 20 artesão de diversos segmentos e regiões da capital. Francisco Pellé também tirou dúvidas e ouviu sugestões dos trabalhadores, como a lei emergencial durante a pandemia pelo coronavírus, que deverá conceder incentivos aos trabalhadores de cultura em Teresina.

Pellé falou aos artesãos que no seu Plano Municipal do Artesanato, separou os trabalhos e produções dos artesão por territórios, que são: cerâmica (Poti Vellho), palha (Mercado Central), arte santeira/bordado/pedraria (Centro de Artesanato) e outros espalhados pela cidade como bordadeiras, produção com couro e o artesanato sustentável.

“No nosso projeto, as estratégias de divulgação e comercialização incluídas no nosso plano estão a inserção cada vez mais ousada e profissionalizada de imersão no turismo do artesanato e inclusão dos artesãos nas feiras nacionais e internacionais”, acrescentou Francisco Pellé, que é ator, produtor, diretor teatral e organizador de eventos nacionais e internacionais na área, como o FestLuso, o maior evento cultural que reúne os países de língua portuguesa no Estado. 

Da Redação
[email protected]

Imprimir