Cidadeverde.com
Geral

Três mil focos de incêndio aconteceram em apenas 30 dias no Piauí

Imprimir

Foto: Major Rivelino Moura/BMPI

Cerca de 40% dos 7.500 focos de incêndios no Piauí aconteceram em apenas 30 dias. Foram 3 mil focos somente nos 20 primeiros dias do mês de setembro e nos 10 primeiros dias do mês de outubro, relata o coordenador estadual do Prevfogo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Gildênio Sousa. 

"No primeiro semestre nós não tivemos uma quantidade de focos significativo, mas 40% do acumulado do ano (7.500 focos - de janeiro a 21 de outubro)  aconteceram nos 20 primeiros dias de setembro e nos 10 primeiros dias de outubro. Municípios que antes não estavam na nossa estatística entraram, como Canto do Buriti e Brejo do Piauí", diz.

O Prevfogo atua nas áreas de tutela da União com metas de reduzir as ondas de calor, mas ajuda, quando acionado, nas demais ocorrências. "Nós damos apoio nas áreas (sem ser da União) com o objetivo de resguardar a vida". 

Causas 

Gildênio Sousa esclarece que os estudos e laudos técnicos apontam que o principal causador dos incêndios florestais no Piauí é a negligência humana. Ele explica que não há diagnóstico comprovado que artefatos com cacos de vidro e bitucas de cigarro possam ocasionar grandes incêndios.

O coordenador cita como negligência a limpeza de terrenos e de pastos próximos das comunidades sem o devido cuidado ou em locais não permitidos. "Esses fogos começam pequenos, mas ninguém sabe como vão terminar". Neste ano, a baixa umidade do ar e o acúmulo da onda de calor por mais de duas semanas ajudaram na propagação mais rápida dos focos.  

A quantidade de focos de incêndio deverá amenizar com a chegada das chuvas no mês de novembro. 

 

Carlienne Carpaso
[email protected] 

Imprimir