Cidadeverde.com
Política

Candidatos eleitos em Teresina serão anunciados até às 20h30 do domingo, garante TRE

Imprimir

Foto: Yala Sena

Anderson Lima,  secretário de Tecnologia da Informação do TRE

A equipe de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) garantiu nesta terça-feira (10) que até, às 20h30, do domingo, dia da eleição, a população de Teresina saberá os novos eleitos na capital piauiense. 

Anderson Cavalcanti de Lima, secretário de Tecnologia da Informação do TRE informou que a previsão é que apuração da eleição no Piauí seja concluída até, às 22h, de domingo.

“Teresina, geralmente a apuração é mais rápida, acreditamos que até às 20h30 já é possível saber quem são os candidatos vencedores e se haverá ou não segundo turno”, disse o secretário.

Urna eletrônica

Ele explica que oito mil urnas já foram distribuídas em agosto e já passaram por testes e preparação para o domingo. O Tribunal colocou mais de mil urnas eletrônicas de reserva caso tenha problema para a substituição.

Votação paralela

O sorteio da votação paralela será no sábado (14), a partir das 9h, no auditório do Tribunal de Justiça.

Serão sorteadas três urnas para serem auditadas para mostrar a segurança do equipamento. 

Pandemia

Anderson ressaltou que o TRE segue o protocolo de segurança sanitária para o dia das eleições com os mesários, funcionários e eleitores para evitar a transmissão da covid-19. 

O eleitor só pode votar usando máscara, levar caneta, uso de álcool em gel, respeitar o distanciamento e evitar aglomerações. 

Transmissão de dados via satélite

O coordenador de Eleições  Informatizadas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI), Arimateia Carvalho, explica que cidades distantes e locais de difícil acesso à internet serão instalados equipamentos que farão as transmissões dos dados via satélite. 

Neste ano, uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral ampliou o horário de votação. Os eleitores poderão votar das   7h às 17h.

"A gente já  prevê que pode haver um certo atraso na votação  exatamente por conta da pandemia, pelo fato de não ser biometria, mas a  totalização a gente continua trabalhando dentro da  previsão de anos anteriores. Vamos ter nos locais mais distantes ,inclusive locais  que não possuem acesso à internet, serão utilizados equipamentos via satélite para transmissão de dados a partir desse localidades", adianta Arimateia.

As urnas serão instaladas nas vésperas das eleições.  "Em algumas zonas a preparação das urnas ocorre no período de cerca de 15 a 20 dias antes da eleição. Essa preparação consiste no processo de carga e lacre das urnas.  As urnas ficam lacradas aguardando as vésperas das eleições. Algumas zonas já iniciaram a questão da preparação das urnas e a maioria vai fazer no período do dia 3 ao dia 10 de dezembro", conta o coordenador de Eleições  Informatizadas. 

Lisura e medidas de proteção

O coordenador garante  que as urnas são seguras e confiáveis.  "São invioláveis  e todas medidas são tomadas para evitar qualquer tipo de fraude. São 100% garantidas", explica Arimateia. 

Por causa da pandemia, o treinamento de mesários e chefes de cartório foram feitas por meio virtual. Também foi evitado a convocação de pessoas que estão no chamado grupo de risco para serem voluntários nas eleições.

O coordenador adianta que as eleições serão seguras para os eleitores e explica que o uso de Equipamentos de Proteção Individual é obrigatório. Ninguém poderá entrar no local de votação sem máscara, por exemplo. 

Outra recomendação é o uso de uma caneta pessoal na hora de assinar o caderno de votação. Para a higienização das mãos, será disponibilizado álcool em gel aos eleitores antes e depois de votar. Àqueles que apresentarem quaisquer sintomas do Covid-19, é recomendado que não saia de casa.

"Estamos fazendo tudo para que o eleitor possa exercer seu voto de forma consciente, que a Justiça Eleitoral oferece todas as condições para que ele assim o faça. É uma oportunidade única.   Não dê um voto em troca de um benefício individual. O benefício não tem que ser individual, tem que ser coletivo", alerta Arimateia Carvalho. 

 

Por Izabella Pimentel e Yala Sena
[email protected] 

  • Untitled-3.jpg Pandemia não deve atrasar totalização dos votos; cidades terão transmissão via satélite
  • Untitled-2.jpg Pandemia não deve atrasar totalização dos votos; cidades terão transmissão via satélite
  • Untitled-5.jpg Pandemia não deve atrasar totalização dos votos; cidades terão transmissão via satélite
  • Untitled-4.jpg Pandemia não deve atrasar totalização dos votos; cidades terão transmissão via satélite
Imprimir