Cidadeverde.com
Geral

Comandante do Corpo de Bombeiros pede afastamento após cinco anos no comando

Imprimir

Foto: Roberta Aline/CCOM

O comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico, informou que vai deixar o comando da corporação. A saída está prevista para a próxima segunda-feira(02). Ele estava na gestão dos bombeiros há cinco anos. 

Segundo o coronel Carlos Frederico, a saída é por causa do tempo de serviço. Ele entrou para a reserva remunerada no mês de março e foi reconvocado para continuar no comando. “Cumpri todas as etapas que tinha que cumprir, agora é hora de abrir espaço para os mais novos”, afirmou. 

Ele se reuniu na noite desta quinta-feira(29) com o governador Wellington Dias (PT) para falar sobre o assunto. 

Carlos Frederico tem 31 anos e dez meses de serviços prestados ao Corpo de Bombeiros. Destes, cinco foi a frente da tropa de 352 bombeiros militares. 

“Dos desafios apresentados cumpri todos. Renovação de toda a frota, aquisição de equipamentos de proteção individuais para a tropa, premiação internacional, aquisição e desenvolvimento de sistemas de tecnologia da informação, inclusão 18 oficiais novos e 64 praças e deixo encaminhado um novo concurso encaminhado paras 10 oficiais e 90 praças. Quartel em Piripiri e uma nova obra de quartel na zona sul de Teresina de busca e salvamento na nova Ceasa e um outro em processo para Bom Jesus. Expulsei 100 fraudadores de concurso, qualifiquei a tropa, aquisição do primeiro cão de busca do Corpo de Bombeiros, o TOR e a primeira mergulhadora, também temos o operador de drones. Cinco anos de sucesso nos combates, graças aos bombeiros militares. Deixo sem máculas na gestão, por obrigação, mas também por princípios”, afirmou o coronel Carlos Frederico ao Cidadeverde.com.

O comandante fica até dia 02 de novembro. O governador deverá escolher o substituto, enquanto isso, o coronel Demétrius assume interinamente.

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir