Cidadeverde.com
Política

Flávio Bolsonaro passa feriado em Fernando de Noronha com passagem paga pelo Senado

Imprimir

Agência Senado

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) viajou para o arquipélago de de Fernando de Noronha (PE), onde passa o feriado prolongado do Dia de Finados, com passagens aéreas pagas pelo Senado.

O pedido de reembolso das tarifas aéreas, que somam mais de R$ 1.500, consta no Portal da Transparência do Senado. Em nota, a assessoria do parlamentar afirmou que houve um equívoco na solicitação.

O gabinete também afirma que irá suspender o pedido de reembolso feito para as diárias.

"O gabinete do Senador Flávio Bolsonaro informa que houve um equívoco da equipe que emitiu as passagens para Fernando de Noronha. As passagens foram pagas pelo próprio senador, mas a equipe, por engano, pediu reembolso. Ele já fez a solicitação para cancelar o reembolso e para também cancelar os pedidos de diárias', afirma a nota.

O caso foi revelado neste sábado (31) pelo site Metrópoles. O filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) saiu de Brasília na noite de quarta-feira (28) com destino ao Recife, onde pernoitou antes de seguir para Fernando de Noronha.

A passagem de Brasília para Recife foi emitida no próprio dia e custou R$ R$ 256,47. Já os trechos de ida e volta de Fernando de Noronha para Recife e Brasília foram emitidos em 13 de outubro, segundo consta nos registros do Senado.

Pelos dois trechos da viagem, a Casa desembolsou R$ 1.361,19. No mês de outubro, Flávio já gastou R$ 6.527,28 em passagens aéreas.

O parlamentar embarcou para a ilha na manhã de quinta-feira (29). A passagem de volta de Fernando de Noronha para Brasília, com escala no Recife, está marcada para a próxima terça-feira (3). No bilhete aéreo, a previsão de chegada a Brasília é 20h40.

Na terça, o Senado inicia mais uma semana de esforço concentrado, com votações já marcadas há duas semanas.

Na pauta previamente acertada pelos líderes partidários, consta o projeto de autonomia do BC (Banco Central), tido como uma das novas bandeiras da bancada governista. A expectativa é que a votação ocorra à tarde.

 

Folhapress

Imprimir