Cidadeverde.com
Geral

Pesquisadores descobrem ovo fossilizado com 110 milhões de anos em Simões

Imprimir

Foto:Divulgação

Pesquisadores da área de Paleontologia encontraram  o fóssil de um ovo de crocodilo na cidade de Simões, distante 451 Km de Teresina.  É a primeira vez  que um ovo fossilizado é encontrado no Estado.

A descoberta do ovo do período Cretáceo, que tem aproximadamente 110 milhões de anos no Piauí, é fruto da dissertação de mestrado da aluna Dayanne Abreu, da Universidade Federal do Ceará (UFC), que teve orientação dos professores Dr. Paulo Victor de Oliveira (UFPI-Picos) e a Dra. Maria Somália Sales Viana, da Universidade do Vale do Acaraú (UVA).

Em artigo publicado nesta semana na Revista Brasileira de Paleontologia por Dayanne e os professores doutores Paulo Victor (UFPI-Picos), Maria Somália (UVA), Gustavo Viana, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Diva Maria Borges, da UFC,  é explicado que o espécime foi coletado no Sítio Pé da Serra do Félix, em Simões. A metodologia usada foi baseada nas técnicas de Microscopia Eletrônica de Varredura, Espectroscopia por Energia Dispersiva e Microscopia Óptica e análises de tomografia computadorizada. "As características morfológicas e microestruturais da casca sugerem que o fóssil se trata de um ovo de crocodilomorfa", diz o artigo.

Foto:reprodução 

O material analisado na pesquisa de dissertação foi encontrado em 2015 pelos pesquisadores, mas só agora foram publicados os resultados da análise do interior da rocha e descoberto que trata-se de um ovo fossilizado. 

"Inicialmente achávamos que era um ovo de tartaruga, mas quando a Dayanne começou a estudar e fazer os exames tomográficos e análise da casca do ovo, vimos que no interior desse ovo tinha um conteúdo que, pelas imagens, se assemelhava muito a um embrião de um crocodilo. Para isso tivemos que ir atrás de um ovo atual de crocodilo que nos foi doado por uma instituição que cuida de crocodilos no Nordeste. Pegamos esse ovo e fizemos também as imagens, foi feito um corte sagital no ovo para que a gente pudesse ver o perfil do crocodilo dentro do ovo. O que veio corroborar foi a análise da casca e a constituição dessa casca apresentar um padrão típico da casca dos ovos do grupo dos crocodilos", explica o professor doutor Paulo Victor de Oliveira. 

Natural do Ceará, o professor pesquisa fósseis no Piauí há sete anos e coordena o Laboratório de Paleontologia de Picos. Ele explica que o achado é inédito no Estado e de grande relevância para a área. 

"Essa pesquisa tem um valor importante para a Paleontologia de forma geral devido a sua natureza porque os ovos são materiais delicados o que dificulta a sua preservação. Existem outras ocorrências de ovos fósseis no Brasil e no mundo, mas esses é o primeiro encontrado no Piauí", acrescenta. 

Veja aqui o artigo

 

 

 

Izabella Pimentel
[email protected]

Imprimir