Cidadeverde.com
Entretenimento

Klebber Toledo revela paixão por tatuagens e cogita fazer uma com Camila Queiroz

Imprimir

Fotos: Reprodução/instagram/@klebbertoledo

Enquanto as gravações da próxima trama de João Emanuel Carneiro, cujo título provisório é "Olho por Olho", não começam, Klebber Toledo, 34, aproveita para se dedicar a outras atividades, além da atuação e da fotografia. O ator uniu a antiga paixão por tatuagens a um novo empreendimento e virou sócio de um estúdio de tatuagem no Rio de Janeiro.

Para ele, tatuagem tem muito a ver com dramaturgia, expressão e postura. "O mais legal são as pessoas, as histórias, os ideais por trás de cada desenho. É um universo muito artístico. É uma forma de expressão através de símbolos na pele. Tem tudo a ver comigo", afirma Toledo em entrevista à reportagem.

Casado há dois anos com a atriz Camila Queiroz, 27, Toledo diz que desde a adolescência já se interessava por tatuagem. Ele afirma que a primeira tatuagem no corpo foi nas costelas com símbolo de seu signo, gêmeos. "Desenhei uns símbolos havaianos na costela divididos com o símbolo de gêmeos, pois amo astrologia."

Ele também conta que tem mais duas tatuagens, uma em cada panturrilha. Em uma delas ele desenhou "uma mistura de planeta com árvore, por amor a natureza". Já na outra, ele desenhou uma quilha, uma referência ao esporte de que mais gosta, o surfe.
A mais recente é uma imagem no braço esquerdo. Trata-se de um "homem meio alienado rodeado por tudo o que acontece neste mundo. Significa muito do que eu sou, um cara cujos pensamentos parecem ir à Lua."

O quarto estúdio da Old Factory Tattoo é uma parceria de Toledo com o amigo e empresário Renato Vidal. A ideia, diz o ator, é atrelar a sua imagem para conseguir mostrar ao público mais sobre esse universo. "Uno minha imagem ao que acredito estar acima de qualquer coisa. Quando conheci esse universo de tatuagem me deparei com outra questão: não é só um negócio, é uma arte viva", afirma o artista ao ressaltar que atuação e tatuagem são "artes de resistência".

Além de ser sócio nesse novo estúdio, ele também tem uma produtora focada em música, teatro, agenciamento artístico e assessoria. "O que eu mais considero em um negócio é unir os pontos da arte. Invisto em bolsa, ações, imóveis. Sempre busquei maneiras de ganhar dinheiro e de se conectar com as pessoas. Gosto de variar para entender aonde me encaixo", diz.

No campo pessoal, o sonho de ser pai continua latente. Toledo conta que a relação com Camila Queiroz está melhor que nunca. "Já falamos sobre filhos. Nós queremos, claro, mas quando tiver de acontecer será a hora certa. Não há nada programado, mas será perfeito. Meus sonhos eu corro atrás e me dedico para fazer um dia ser melhor que o outro."

Perguntando se a mulher também compartilha do gosto por tatuagem, Toledo diz que ela tem uma apenas, mas que eles pensam em fazer em conjunto. "A gente brinca bastante de pensar qual tatuagem seria bacana de fazer em conjunto. Quem sabe? Vamos deixar isso livre. Se acontecer [de fazerem a mesma tatuagem], aconteceu", diz o ator, que deseja fazer mais tatuagens no próprio corpo em breve.

Na Globo desde 2006, quando estreou na série "Minha Nada Mole Vida", Klebber Toledo se prepara para as gravações da próxima trama das 21h da emissora, "Olho por Olho", de João Emanuel Carneiro, que está programada para 2022. O elenco principal é composto por Gloria Pires, Letícia Colin e Tony Ramos.

O ator afirma que está passando um tempo em São Paulo para participar do filme "Detetive Madeinusa", com Tirullipa, 35, e Whindersson Nunes, 25. As gravações chegaram a ser suspensas, em meados de outubro, após o humorista Tirullipa receber diagnóstico positivo para Covid-19.

De acordo com o ator, o longa é uma comédia escrachada de um ex-político (Tirullipa) que vira detetive por acaso e tem como primeiro cliente um lobista (Nunes). Toledo viverá Uóston, melhor amigo do Madeinusa, que é o Tirulipa.

"Após muito tempo em casa [em virtude da pandemia do novo coronavírus], começo a rodar esse filme com todos os protocolos. Mas tudo tem sido virtual: até prova de figurino testado a distância", conta ele, ao revelar que pode estar em uma série para o próximo ano, ainda mantida em sigilo.

Mas os sonhos e desejos de Toledo não param por aí. Ainda há muitos projetos que ele quer construir e realizar após a pandemia. "Acredito que sou um sonhador constante. Penso em inúmeras coisas, escrevo, tento aprender novidades. Uma delas é estudar direção, luz e fotografia. Tenho fotografado a Camila nesta pandemia", diz o artista.

Pandemia, aliás, que trouxe outras possibilidades para o artista. "Estou com uma serenidade maior nesse tempo em casa e estou conseguindo retomar coisas que queria. A pandemia é uma fase bem dolorosa ao mundo, mas consegui reverter esse momento, estudar o máximo que posso. Meus sonhos não param."

 

Fonte: Folhapress

Imprimir