Cidadeverde.com
Últimas

Defensoria Itinerante realiza atendimento presencial no interior do Piauí

Imprimir

O trabalho da Defensoria Itinerante vem obtendo seguidos resultados satisfatórios, mesmo durante o período de pandemia, devido aos riscos de contágio do novo coronavírus. De forma sistemática e organizada, o projeto manteve os atendimentos por meio remoto, deu andamento à análise dos processos e, em conformidade com a gestão da Defensoria Pública, iniciou os atendimentos presenciais mediante agendamento.

Dentro desse novo contexto de atuação, a Defensoria Itinerante iniciou um projeto piloto de atendimento no interior do Piauí, mas especificamente nas comarcas de Demerval Lobão e Monsenhor Gil, nas quais, após o agendamento prévio, foi possível realizar o atendimento da população, sempre em casos de natureza consensual.

Sobre a ação, o diretor da Defensoria Itinerante, Marcelo Moita Pierot, explica que se trata de uma experiência que deve ser expandida em 2021. “É um atendimento diferenciado da Jornada Itinerante, pois se trata de uma iniciativa  só da Defensoria Pública. Na verdade é uma atividade experimental, o piloto de um projeto de expansão que devemos implementar de forma mais efetiva no próximo ano. Para realizar esse atendimento fizemos divulgação nas comarcas e o assistido foi orientado a ligar para o telefone fixo ou celular institucional da Defensoria, oportunidade em que foi informado sobre as ações possíveis de dar entrada, fazemos então um agendamento para evitar a aglomeração de pessoas e o assistido compareceu somente no horário em que foi marcado para fazer a entrega dos documentos. É uma forma de continuarmos prestando nossos serviços para a população com segurança”, explica o defensor público.

Durante o período pandêmico, a Defensoria Itinerante deu continuidade ainda às ações da Justiça Itinerante, obedecendo pauta acordada com o Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, sendo esta ação também realizada em formato diferenciado, não ocorrendo o atendimento presencial como anteriormente devido à necessidade das medidas higienicossantárias atuais, sendo os atendimentos feitos por via remota,  telefone ou WhatsApp, oportunidade em que são repassadas todas as informações, ficando o comparecimento presencial do assistido agendado apenas a conferência e entrega dos documentos.

Da redação
[email protected] 

Imprimir