Cidadeverde.com
Entretenimento

Oscar Filho é demitido do SBT e grava vídeo explicando saída

Imprimir

Foto: Reprodução Instagram

Oscar Filho foi demitido do SBT nesta quinta-feira, 5, após o fim do Programa da Maisa. A saída da apresentadora da emissora foi anunciada no mês passado. O canal alterou a grade de sábado e colocou o Triturando como substituto. No canal que mantém no YouTube, o humorista contou a trajetória de aproximadamente dois anos na atração e como foi a contratação "relâmpago" no SBT.

Oscar Filho disse que recebeu um telefonema de um dos diretores com um convite para trabalhar lá. Chegando no SBT, foi informado de que iria participar do programa junto com Maisa, mas não tinha a menor ideia do que faria. Detalhe: a atração começaria em uma semana. "Eu fiquei pensando na sexta-feira, no fim de semana inteiro. Ia falar com a Maisa, não conseguir, porque ela estava viajando, eu mesmo estava fazendo show e não deu tempo... na segunda-feira pensei rápido, aceitei e assinei o contrato", lembra.

"Por que eu topei? Maisa Silva! É uma menina cuja postura nas redes e na vida eu admiro demais. E também porque eu queria entender. Eu era um cara velho, de 40 anos, agora com 42, e tenho muita coisa pra aprender ainda e ela é uma menina que conversa com um batalhão, 35 milhões de pessoas, então, talvez eu aprenda com essa menina", afirma.

O humorista avalia que o SBT arriscou em colocar duas gerações tão diferentes no mesmo palco. "E graças a minha flexibilidade e a dela, deu certo. A gente ficou amigo, a gente saia pra comer pizza, eu nunca imaginei que poderia dar certo", disse.

Sobre a pandemia do novo coronavírus, ele lembrou que ficou praticamente três meses em casa sem trabalhar e o SBT continuou pagando o salário dele. "Então, eu preciso dizer para o SBT o quanto eu sou grato, porque muita gente não teve a sorte que eu tive. E isso é espetacular e queria deixar isso muito claro", acrescentou.

"Não era um programa para polemizar, como muita gente queria. A Maisa sempre fez humor desde pequena, e era um programa de sábado à tarde. Quem queria ver sangue, polêmica, coisas pra comentar, não era o melhor programa pra você. E a televisão está tão ruim que, quando aparece uma coisa leve...era um programa pra você passar um tempo legal", analisou.

Ele finalizou agradecendo a Maisa e com palavras de admiração de como a apresentadora conduziu a saída dela depois de anos no SBT.

 

Estadão Conteúdo

Imprimir