Cidadeverde.com
Cidades

Educadores estudam formas de ensino com atividades presenciais e online

Imprimir

Professores, formadores e técnicos da Rede Municipal de Ensino de Teresina estão participando de um curso sobre ensino híbrido, uma forma de misturar atividades educacionais presenciais com o online, ampliando ainda mais a integração entre educação e tecnologia. São oito módulos, que serão trabalhados ao longo de dois meses, por meio de encontros virtuais, com 50 participantes da rede municipal de ensino.

O curso é oferecido pela empresa Tríade Educacional, em parceria com a Fundação Lemann, dentro do Programa Formar. O objetivo é discutir os elementos essenciais para a organização de experiências de aprendizagem em uma nova proposta para o atual cenário.

O estudo remoto e as ferramentas de aprendizagem online ganharam espaço durante a pandemia do Coronavírus. Os especialistas acreditam que as atividades não presenciais ainda devem fazer parte da rotina de alunos e professores por muito tempo.  Atualmente, as escolas municipais de Teresina permanecem com aulas presenciais suspensas, mas a equipe começa a estudar as contribuições do formato que promete ser uma tendência na educação dos próximos anos.

Para o professor de matemática Charles Roberto, a expectativa do ensino híbrido é fortalecer o uso dos recursos tecnológicos. “Já buscávamos utilizar esses recursos em sala de aula. Durante a pandemia percebemos como os alunos se adaptam bem ao aprendizado por ferramentas digitais. Mesclar esse formato com o contato presencial é, sem dúvida, extremamente importante, nos abre possibilidades de envolver outros elementos didáticos no processo de ensino”, comentou.

A superintendente escolar, Lilian Montgomery, explica que a metodologia híbrida foca na personalização do ensino e no protagonismo do aluno. “É um tema de estudo pertinente para o momento que vivemos e nos abre a mente para benefícios como otimização do tempo do professor, maior engajamento dos alunos, planejamento personalizado, entre outros”, afirmou.

O curso também vai oferecer aos técnicos e professores momentos de experiências com o ensino híbrido, além de propor desafios para a elaboração de planejamentos para implementação da metodologia que conecta o digital com o presencial.

Da Redação
[email protected]

Imprimir