Cidadeverde.com
Política

Jô Soares conversa com presidente do TSE e dá recado a eleitores

Imprimir

Num bate-papo informal, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, e o humorista, escritor, ator e apresentador Jô Soares conversaram sobre as Eleições Municipais de 2020 e a importância do voto de todos os eleitores para escolher prefeitos e vereadores.

Durante a conversa, o ministro lembrou que, de acordo com a legislação, pessoas com mais de 70 anos não precisam votar. “Mas melhor que votem, até porque a expectativa de vida subiu bastante e elas têm muitos anos pela frente, e devem interferir na vida do seu país e da sua cidade”, afirmou.

Jô Soares concordou com o ministro, questionando o porquê de haver limitação de idade para votar. “É como você limitar a idade de vida. Se tem votação, a pessoa que quer realmente votar vai votar, de qualquer forma. O voto é a única maneira de você conseguir mudar as coisas que te desagrada. É através da insistência no voto que você pode conseguir o que sonha para o seu país e para a sua cidade”, lembrou.

No bate-papo, o ministro Barroso enfatizou que as pessoas vivem no município, e não na União. “O prefeito é o grande responsável pelo Ensino Fundamental – que é a coisa mais importante que um país pode fazer pelos seus filhos –, pela saúde básica e também pelo saneamento básico”, disse.

Um só país

Sobre a polaridade e a disputa acirrada entre candidatos e eleitores, Jô Soares ressaltou que ainda tem uma visão otimista do Brasil. “Sei que fica difícil quando a gente chega a esse nível de disputa de só destratar o opositor. Cada lado deve parar para pensar no país como um todo, porque não é possível que o Brasil chegue à decadência antes de ter tido o apogeu. Eu espero que, na hora do voto, as pessoas pensem melhor. Não pode votar por causa de uma camiseta ou por algo assim”, destacou.

Na entrevista, Jô Soares lembrou que ficou 27 anos no ar, entre SBT e Globo, com seu programa de entrevistas. “Uma boa rodada. Entrevistei mais de 15 mil pessoas e todo mundo tem uma história para contar”, disse.

Segundo Jô, antes das eleições, nada o preocupa. “Porque confio num projeto maior, que se chama Constituição Federal”, ressaltou, mostrando para o ministro um exemplar que possui, ainda datilografado, que recebeu autografado das mãos de Ulysses Guimarães e de Bernardo Cabral.

Barroso finalizou a conversa manifestando o prazer e a alegria em poder entrevistar Jô Soares. “Nunca tive a honra de ser entrevistado por você, mas agora tenho a honra de poder entrevistá-lo”, finalizou.

Lembrete

Para reduzir o risco de aglomerações nos dias de eleição, a Justiça Eleitoral ampliou em uma hora o horário de votação: este ano, as seções eleitorais estarão abertas das 7h às 17h nos dias do primeiro e segundo turnos, marcados para 15 e 29 de novembro, respectivamente. As três primeiras horas, das 7h às 10h, serão preferenciais para as pessoas com mais de 60 anos.

Fonte: TSE

Imprimir