Cidadeverde.com
Geral

TJ julga feminicídio de Lorrany Costa; réu chora e se diz arrependido

Imprimir

Foto: reprodução Facebook

O Tribunal Popular do Júri julga o acusado de matar a própria companheira Lorrany Thalya dos Santos Costa, 22 anos, em maio de 2019. A jovem- que tinha uma filha com o acusado- foi assassinada a facadas em um apartamento no Residencial Torquato Neto, zona Sul de Teresina. Por causa da pandemia da Covid-19, o Conselho de Sentença tem mantido o distanciamento social e apenas dois familiares, da vítima e do réu, acompanham o julgamento. 

Testemunhas de defesa e acusação foram interrogadas. O réu- Antuniel Alves de Sousa- começou a ser ouvido no fim da manhã. O Cidadeverde.com apurou que ele chorou, demonstrou arrependimento e declarou que amava a vítima. Durante o interrogatório, o acusado de feminicídio ainda alegou "que foi traído", mas "não queria matar".

Quatro mulheres e três homens formam o Conselho de Sentença e são responsáveis pelo julgamento  presidido pelo juiz Sandro Francisco Rodrigues, da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri. A decisão deve sair ainda hoje. 

O réu e a vítima viviam juntos há cerca de quatro anos. Antuniel Alves foi preso no dia do crime.

Veja aqui o resultado do julgamento

Foto: Roberta Aline

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir