Cidadeverde.com
Geral

Duplicação da BR-343 recebe sistema de drenagem de água

Imprimir

Foto: Ccom

O governador Wellington Dias continua acompanhando de perto a execução das obras de duplicação da BR-343. Nesta terça-feira (17), o chefe do executivo estadual esteve no trecho localizado na Ladeira do Uruguai, saída de Teresina sentido norte do Piauí, verificando os avanços na obra de duplicação da rodovia, executada pelo Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

As obras de duplicação da BR-343 representam melhorias para o trânsito e mais desenvolvimento para o estado. O valor do investimento é de R$ 48 milhões e a via está sendo adequada, duplicada e restaurada. Embora os serviços tenham sido paralisados por um período em razão da pandemia da Covid-19, os trabalhos foram retomados e as obras seguem a todo vapor.

Os serviços correspondem a uma extensão de 9,67 quilômetros, que começa no fim da Avenida João XXIII (na Ladeira do Uruguai) e vai até 2 km após o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em direção ao município de Altos. De acordo com o diretor do DER, Castro Neto, dos nove quilômetros de extensão da duplicação, sete já estão prontos e agora a empresa trabalha na parte central da via para evitar os alagamentos comuns no período chuvoso.

“Esta é uma obra muito importante para nossa capital, Teresina, uma cidade que cresceu muito nos últimos anos e com esse crescimento vem, claro, o problema de tráfego, de congestionamento e as nossas saídas da nossa cidade sofrem muito com isso. Então, a obra está em andamento avançado, ao todo são 9 km de duplicação. O que está faltando é justamente essa região central, que é uma região alagadiça, com muito problema de água e está sendo feito um trabalho para dar passagem a esse volume de água”, explicou o diretor.

A duplicação da BR-343 é mais uma obra garantida pelo PRO-Piauí. “Na BR-343, temos a saída em direção ao Altos, Campo Maior, Parnaíba, Fortaleza, além de todo movimento que tem próprio da população da região. O objetivo é tirar aquele trânsito lento e dar velocidade, isso é um fator que contribui para a economia, para a qualidade vida, é menos acidente. Esse é o objetivo do programa PRO Piauí, e ele tem esse objetivo do desenvolvimento econômico, mas também da qualidade vida, do social. A obra está andando bem, está sendo feito um trabalho de drenagem que vai permitir que a gente tenha uma solução para evitar as inundações comuns nessa região. Além de fazer uma via dupla, também dará solução a um problema antigo, garantindo, com isso, segurança para todos que trafegam aqui pela BR-343, na chegada de Teresina”, ressaltou Wellington Dias.

O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Rafael Fonteles, reiterou a importância da obra para a população teresinense. “Essas duplicações das BR-343 e BR-316 são obras importantíssimas para a capital do estado do Piauí, Teresina. Um investimento de mais de R$ 100 milhões. No caso na 343, já temos praticamente 2/3 executados, já no processo de iluminação e sinalização. Em poucos meses teremos essa entrada duplicada inaugurada pelo governador Wellington Dias, que tem vindo aqui frequentemente para acompanhar. O PRO Piauí significa obras como essa. é o maior programa de investimento da história do nosso estado”, disse Fonteles.

O gerente de construção do DER, Matias Salles, detalhou que o trabalho de drenagem irá prolongar a conclusão das obras, mas que a previsão é para entrega no primeiro semestre de 2021.

“Estamos com as obras praticamente concluídas, tivemos um grande problema no sistema de drenagem por conta de orientação da própria Prefeitura Municipal para a questão do escoamento dessas águas. É uma obra que estava prevista para finalizar no final de dezembro, mas, por conta dessas mudanças no sistema de drenagem, o prazo de entrega está previsto para no máximo julho de 2021. Aqui temos um trânsito muito intenso que aumenta a cada ano, esse tráfego que chega hoje em Teresina por esta via, principalmente aos finais de semana, é da ordem de 22 mil veículos por dia. Então, com essa duplicação, vamos facilitar o escoamento desse tráfego”, frisou o gerente.

Da Redação
[email protected]

Imprimir