Cidadeverde.com
Destaques da TV/Rádio

Novos vereadores têm como desafio vencer o descrédito na política

Imprimir

Os novos nomes que vão compor a Câmara Municipal de Teresina a partir de janeiro de 2021 acreditam que vão ter como  um dos principais desafios superar o descrédito da população na política.  A vereadora eleita Fernanda Gomes (Solidariedade) foi a mais votada entre as mulheres que disputaram o cargo em Teresina. Questionada sobre a influência do pai na carreira política, o deputado estuadual Evaldo Gomes (Solidariedade), ela destacou a atuação dele, mas fez questão de frisar que os "dois têm CPFs diferentes". 

"O meu pai é um deputado estadual atuante que já está no terceiro mandato. Ele tem o CPF dele, eu o meu, mas com certeza, não me influenciou de forma negativa a sua experiência, até porque é um homem íntegro e ficha limpa", disse Gomes.

A vereadora- que é advogada e empresária- promete dar prioridade a causas relacionadas as mulheres e também a juventude.

"Foi uma campanha árdua por conta da pandemia e também pelo descrédulo que a população tem com o atual cenário político. Minha principal bandeira é fazer um mandato itinerante, ao lado do povo, discutindo com a população, visitando bairros e comunidades para que possamos discutir sobre o sistema de integração, segurança, saúde, além de lutar por qualificação profissional para a nossa juventude e na defesa de mais políticas públicas para as mulheres", disse a vereadora eleito. 

O comerciante Bruno Villarinho (PTB) também é um dos novos vereadores eleitos em Teresina. Ele também destacou a missão que terá como vereador, principalmente, pelo descrédito da população. 

"O eleitor não acredita mais na política. A gente vai fazer uma política voltada para nossa cidade. A gente está conhecendo e sabendo as dificuldades que nossa cidade está enfrentando e vamos poder desenvolver um trabalho na Câmara lutando pelo direito da população da cidade de Teresina", disse Villarinho.

 

Graciane Sousa
[email protected]

Imprimir