Cidadeverde.com
Esporte

Atlético de Madrid supera o Barcelona e quebra tabu de 10 anos no Espanhol

Imprimir

Sem ser brilhante, mas seguro defensivamente e eficiente no ataque, o Atlético de Madrid superou o Barcelona por 1 a 0 neste sábado, no estádio Wanda Metropolitano e quebrou um tabu de 10 anos sem derrotar o rival catalão pelo Campeonato Espanhol. Carrasco marcou o gol que assegurou o triunfo em Madri.

Único time invicto na competição, o Atlético de Madrid foi aos 20 pontos e divide a liderança da liga espanhola com a Real Sociedad, que entra em campo no domingo, diante do Cádiz e pode voltar a liderar o torneio de forma isolada.

De qualquer forma, a equipe madrilenha aparece abaixo, na vice-liderança, porque perde no critério de desempate.

Acostumado a ostentar marcas positivas, o Barcelona derrapa neste início de temporada e está muito longe dos líderes. O time catalão venceu apenas uma vez nas últimas seis partidas e aparece somente no décimo lugar, com 11 pontos. Para piorar, pode descer ainda mais na tabela de classificação ao final da décima rodada.

A noite foi especial para o técnico Diego Simeone. O treinador conquistou a primeira vitória contra o Barcelona no Campeonato Espanhol desde que chegou aos "Colchoneros", em 2012. O comandante argentino já havia vencido duas vezes pela Liga dos Campeões e uma pela Supercopa da Espanha.

Em um jogo movimentado e equilibrado nos primeiros 45 minutos, fez diferença a favor do time de Madri um vacilo inexplicável do goleiro Ter Stegen. Melhor em campo, os anfitriões contaram com um erro técnico do goleiro alemão para abrirem o placar no último lance da etapa inicial. 

Na jogada, Carrasco foi lançado em profundidade, o arqueiro saiu muito mal da área, foi driblado, e deixou o gol aberto para o meio-campista marcar.

Na volta do intervalo, em vantagem, o Atlético fez o que mais sabe fazer: se defender. Foi seguro, deu poucos espaços para o Barça atacar e saiu de campo sem ser vazado.

Mesmo com vários meias e atacantes a partir das entradas de Trincão, Philippe Coutinho e Braithwaite, a equipe catalã mostrou pouca inspiração, fruto, também, da atuação discreta de Messi. 

O craque argentino se movimentou, buscou o jogo, mas não teve uma noite feliz. Para piorar, Piqué saiu lesionado.

ESTREIA COM DERROTA - O técnico Eduardo Coudet não teve a estreia esperada no comando do Celta de Vigo. Neste sábado, a equipe do ex-treinador do Internacional, que preferiu deixar o então líder do Brasileirão para assumir o clube espanhol, mal colocado na tabela do Espanhol, foi derrotada por 4 a 2 pelo Sevilla, fora de casa.

No estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, o Celta até chegou a ficar à frente do placar ao conseguir uma virada no primeiro tempo, com 2 a 1. No entanto, o Sevilla se impôs, empatou no final da primeira etapa e definiu o resultado no segundo tempo.

O time da Andaluzia é o sétimo colocado, com 13 pontos, e briga por uma vaga nas copas europeias. Já Coudet terá muito trabalho no Celta, visto que a equipe de Vigo ocupa a 19ª e penúltima colocação, com apenas sete pontos.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir