Cidadeverde.com
Viver Bem

Estresse também prejudica a saúde dos cabelos; veja como evitar

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Ansiedade, nervosismo e estresse promovem algumas reações nas pessoas, que costumam ter determinadas atitudes sem perceber. Arrancar fios de cabelo e pelos é uma destes hábitos. Tricotilomania é o nome problema, definido pelos profissionais como um transtorno de controle do impulso.

A situação acontece assim: a pessoa sente vontade de arrancar os pelos do corpo. Isto pode provocar dor ou desconforto, mas ao mesmo tempo traz um certo alívio, alimentando o transtorno.

Orientação

Estas vontades aparecem com mais frequência quando a pessoa está sozinha ou entediada. Com isso, arrancar fios do corpo, principalmente da cabeça, é um jeito de preencher o tempo. Mas estar entediado não é a principal razão para este transtorno aparecer. A depressão e a ansiedade são as grandes causadoras deste distúrbio.

Qualquer pessoa pode ter a tricotilomania: mulheres, homens e crianças. Muitos que sofrem com o problema chegam a perder tantos fios que tentam esconder com faixas e perucas. Alguns até mesmo raspam o cabelo para acabar de uma vez como o problema.

Para quem sofre com o problema, é muito importante contar com a ajuda de um médico para encontrar a melhor solução para o caso. Para tentar evitar o hábito, realize alguma atividade para deixar as mãos ocupadas, como desenhar ou fazer artesanato.

 

Estadão Conteúdo

Imprimir