Cidadeverde.com
Geral

CMTP fará inspeção e prevê retorno do metrô para quarta-feira após oito meses parado

Imprimir

Foto:Arquivo/Cidadeverde.com

A Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP) prevê o retorno das atividades do metrô de Teresina para a próxima quarta-feira (25), após oito meses parados devido a pandemia do novo coronavírus. O retorno depende do resultado da inspeção total da linha ferroviária e das estações que acontecerá na manhã de terça-feira (24). 

O diretor de operações da CMTP, Itajaí Cavalcante, disse ao Cidadeverde.com que na terça ocorrerá a inspeção final para determinar se o metrô voltará ou não com as viagens. Em março de 2020, a suspensão do serviço ocorreu para evitar a aglomeração de pessoas para reduzir a transmissão do vírus. “Vamos fazer a vistoria para certificar se está tudo bem, certificar a segurança da via com a normal geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres”. 

Aprovado o retorno, o diretor destaca que o CMTP já possui o plano operacional, que terá viagens reduzidas – assim como a capacidade de usuários por composição – para respeitar o distanciamento social entre os passageiros. Somente usuários com máscara de proteção facial serão permitidos entrar no transporte. 

“Inicialmente, serão oito viagens por dia, sendo quatro pela manhã e quatro à tarde, no horário comercial de pico. As viagens vão aumentar conforme a demanda de usuários. Não vamos usar a carga total de usuários. Cada composição pode receber 600 usuários, mas vamos ficar no limite de 300 usuários. Nós temos três composições. Então, serão até 900 usuários por viagem (e não 1.800)”, explica. 

Itajaí Cavalcante ressalta que para garantir a segurança dos profissionais e dos usuários, devido ao longo período sem utilização, ocorreu a limpeza geral da linha férrea (com capinha e poda de árvores) e a desobstrução da rede de drenagem. Também ocorreu “a recuperação de estações que foram depredadas por vândalos, além da limpeza e sanitização das composições”, diz.

“Estamos na fase final de capacitação dos nossos operadores, na orientação do uso dos equipamentos de proteção individual e dos protocolos de segurança e sanitários da Secretaria Estadual de Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, como o uso da máscara e do álcool em gel”. 

A taxa do metrô é subsidiada pelo Governo do Estado e possui o valor simbólico de R$ 1,00 para o usuário. Atualmente, o percurso liga a zona sudeste ao Centro de Teresina. 


Carlienne Carpaso
[email protected]

Imprimir